17 julho 2024

Acre registra mais sete mortes por Covid-19 em três meses e total sobe para 2.063

Redação

Date:

Dados da situação epidemiológica do Brasil divulgados pelo Ministério da Saúde no último dia 5 de setembro mostram que o Acre teve mais sete mortes causadas pela Covid-19 no período de 21 de maio a 2 de setembro. Com isso, o número de vítimas fatais subiu para 2.063 no estado.

Ainda segundo o órgão, mais de 500 novos casos de Covid-19 foram registrados nesse período de pouco mais de três meses no Acre, aumentando para 163.970 o número de infectados desde o início da pandemia.

O último boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) sobre os casos de Covid-19 foi divulgado no dia 24 de maio. Na época, a pasta informou que o número de infectados pelo coronavírus tinha chegado ao total de 163.467 em todo o estado e que 2.056 pessoas tinham morrido por conta da doença. Desde então, a Saúde não fez nova publicação sobre a situação epidemiológica.

O g1 entrou em contato com a Sesacre nesta segunda-feira (11) questionando a falta de atualização dos dados e também para saber quantas pessoas foram infectadas pela doença desde o último boletim, mas aguarda resposta até última atualização desta reportagem.

Conforme o Ministério da Saúde, os dados publicados são encaminhados pelas secretarias estaduais, municipais e Distrito Federal. Em todo país são registrados 37.783.855 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. Desses, 12.149 foram entre os dias 27 de agosto e 2 de setembro. Em relação aos óbitos, o país tem 705.172 mortes por coronavírus, sendo 65 entre o final de agosto e início de setembro.

Vacinação no Acre

 

Assim como o boletim de casos, o portal de monitoramento de vacinação contra a Covid-19 do governo está desatualizado. A última atualização foi no dia 12 de junho, quando informava que o Acre tinha aplicado 1.744.409 doses de vacina, totalizando 596.877 pessoas imunizadas.

Dessas, 695.546 tomaram a primeira dose, 583.198 a segunda e 13.679 a dose única. Além disso, 22.988 tomaram a dose adicional para imunossuprimidos.

Era contabilizado ainda:

  • 324.063 – primeiro reforço;
  • 92.250 – segundo reforço;
  • 292.237 doses aplicadas em crianças e adolescentes;
  • 186.920 em adolescentes de 11 a 17 anos;
  • 105.317 em crianças de 5 a 11 anos.

G1

Últimas