2 março 2024

Suspensão de pacotes de viagens da 123 Milhas será investigado pelo Ministério da Justiça

Kauã Lucca

Date:

Após o anúncio da 123 Milhas sobre a suspensão da venda de passagens para o período entre setembro e dezembro, o Ministério do Turismo acionou a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça, para apurar a decisão, no intuito de que, seja realizado a instauração de um procedimento investigativo que esclareça as razões dos cancelamentos.

“Consideramos grave o comunicado da 123 Milhas sobre a suspensão dos pacotes e emissão de passagens de sua linha promocional, afetando contratos da linha ‘Promo’, com embarques flexíveis programados para setembro a dezembro de 2023”, declarou em nota o Ministério do Turismo .

A agência anunciou na sexta-feira, 18, que irá suspender os pacotes e a emissão de passagens de sua linha promocional, afetando viagens já contratadas da linha
“Promo”, de datas flexíveis, com embarques previstos de setembro a dezembro de 2023.

A 123 Milhas, em seu comunicado, justificou a suspensão citando circunstâncias adversas de mercado.
“Devido à persistência de circunstâncias de mercado adversas, alheias à nossa vontade, a linha Promo foi suspensa temporariamente e não emitiremos as passagens com embarque previsto de setembro a dezembro de 2023″, diz.

Em defesa, a empresa garantiu o reembolso aos clientes prejudicados por meio de vales ajustados em 150% do CDI, aplicáveis em outros serviços do portal, incluindo hospedagem e pacotes turísticos. Em nota, a 123 Milhas disse: “Nós entendemos que essa mudança é inesperada e lamentamos o inconveniente que isso possa causar. Para nós, manter a sua confiança é o mais importante. Por isso, estamos fazendo o possível para minimizar as consequências deste imprevisto”.

O Ministério do Turismo e o Ministério da Justiça acompanharão o avanço das investigações preliminares e manterão informados todas as pessoas e setores envolvidos.

Últimas