2 março 2024

Relatório de Alan Rick aprovado no Senado garante atendimento psicológico a mulheres antes e depois do parto

Assessoria

Date:

Ao ler o relatório, o Senador relembrou a importância do acompanhamento psicológico à esposa Michele após passar por um parto de emergência, em razão da Covid, e as semanas internada na UTI, afastada do filho Pedro.

O Senador Alan Rick (União-AC) se emocionou durante a apresentação do seu relatório ao Projeto de Lei nº 130/2019, que amplia a assistência à gestante e à mãe no período pré e pós-natal. A matéria foi aprovada nesta terça-feira, 08, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal.

“Michele foi intubada durante o parto, nosso bebê nasceu prematuro, para que ela pudesse sobreviver e salvarmos a vida do Pedro. Durante 22 dias, ela ficou na UTI e, nesse período o pai dela faleceu, vítima da Covid. Se ela não tivesse tido acompanhamento psicológico, oferecido no próprio hospital, seria muito mais difícil enfrentar tudo isso”, relembrou o Senador.

O projeto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente para incluir a assistência psicológica à gestante, à parturiente e à puérpera, que deverá ser indicada após avaliação do profissional de saúde no pré-natal e no resguardo, com encaminhamento de acordo com o diagnóstico.

Para agilizar a tramitação, Alan Rick solicitou urgência da matéria, que foi aprovada na Comissão. Dessa forma, o projeto deverá ser analisado no Plenário, sem precisar passar por outras comissões. Essa proposição, que é de autoria da Deputada Federal Renata Abreu, já foi aprovada na Câmara e, após ser aprovada no Senado, irá para sanção presidencial para se tornar lei.

Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de uma em cada cinco mulheres terá um episódio de saúde mental durante a gravidez ou no ano após o nascimento do bebê. Durante a gravidez e o puerpério (período após o parto), as mulheres passam por muitas mudanças físicas, emocionais e hormonais, o que pode afetar sua saúde mental. O estresse, a ansiedade ou a depressão pré e pós-natal podem causar prejuízos de ordem orgânica, comportamental e mental.

*Puerpério*
É um período de adaptação à realidade marcado pelas transformações da maternidade. Além das mudanças fisiológicas e anatômicas, a puérpera precisa atender às necessidades de um recém-nascido, adequando-se a uma nova rotina de sono e de amamentação. O cansaço extremo, a insegurança, o isolamento dos primeiros dias, possíveis dificuldades no processo de aleitamento e, principalmente, as oscilações hormonais associadas às emoções trazidas pelas novas experiências da maternidade estão entre os fatores que contribuem para o surgimento de alguns distúrbios psiquiátricos.

Últimas