21 fevereiro 2024

Mulher esfaqueia marido em Rio Branco e o mantém refém, impedindo atendimento do Samu

Redação

Date:

Em uma reviravolta chocante ocorrida na tarde desta quarta-feira (30) no bairro Caladinho, em Rio Branco, uma atmosfera descontraída com a presença de bebidas alcoólicas rapidamente se transformou em um cenário de violência doméstica.

Jean Oliveira, de 45 anos, foi alvo de uma tentativa brutal de homicídio quando sua esposa, durante uma discussão, o esfaqueou no abdômen, causando um ferimento grave.

A situação se tornou ainda mais preocupante quando a mulher impediu que ele recebesse atendimento médico, mantendo-o em cárcere privado.

O incidente ocorreu na própria casa do casal, onde estavam acompanhados por amigos durante um momento de bebedeira. A atmosfera descontraída rapidamente se transformou em um clima tenso quando a esposa de Jean, tomada por uma fúria repentina, pegou uma faca e desferiu um golpe violento em seu abdômen.

O ataque surpresa deixou a vítima gravemente ferida, mas o desenrolar dos acontecimentos assumiu proporções ainda mais alarmantes.

A recusa em permitir atendimento médico agravou a situação de Jean

Mesmo ferido, Jean permaneceu na residência, porém, a esposa se recusou veementemente a permitir que ele recebesse qualquer forma de atendimento médico.

A recusa incluiu até mesmo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), cuja intervenção foi bloqueada pela agressora.

Frente à negativa e ameaças de Roseane em permitir que a equipe médica se aproximasse, indivíduos pertencentes a uma facção criminosa compareceram ao local e ordenaram que ela permitisse que seu marido recebesse atendimento médico. No entanto, mesmo com essa intervenção, ela continuou se recusando. Quando os criminosos estavam prestes a agir, uma patrulha da Polícia Militar estava se aproximando da residência, fazendo com que os membros da facção fugissem em uma direção e a mulher em outra.

Ação policial e fuga da agressora

Diante da gravidade da situação, as autoridades policiais foram acionadas e compareceram ao local. Ao perceber a presença da polícia, a esposa fugiu da residência na tentativa de evitar sua prisão.

Pronto-socorro e investigação

Enquanto isso, o Samu foi acionado e uma equipe médica prestou os primeiros socorros a Jean, que foi imediatamente encaminhado em estado grave ao pronto-socorro de Rio Branco para receber tratamento adequado. Apesar da alegação da vítima de que teria caído acidentalmente sobre a faca, os indícios apontam para um ataque intencional por parte da esposa. A investigação desse terrível incidente ficará a cargo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que deverá esclarecer as circunstâncias exatas do ocorrido.

Abordando questões de violência doméstica

O caso lança luz sobre a necessidade de compreender as motivações por trás desse ato de violência doméstica e garantir que a justiça seja efetivamente aplicada. À medida que as autoridades seguem investigando o caso, fica evidente a importância de abordar questões que envolvem conflitos e violência em ambientes domésticos.

Acreinfoco

Últimas