21 maio 2024

Consumo de energia aumenta 88% durante semana de altas temperaturas no Acre

Redação

Date:

As altas temperaturas registradas nesta semana no Acre provocaram um aumento recorde de consumo de energia no estado. Comparado esta última semana, entre os anos de 2022 e 2023, o aumento foi de 88%. Quando comparado todo o mês de agosto, também apresenta elevado consumo em relação ao ano passado: 21% a mais.

De acordo com o Diretor Técnico e Comercial da Energisa Acre, Antônio Matos, anualmente a empresa realiza ações preventivas para o período mais quente do ano, que incluem ampliação de subestações, alimentadores e transformadores.

“De forma preventiva, foi realizado a troca de mais de 50 transformadores, mas o calor ultrapassou a previsão que tínhamos. Diante desse cenário, colocamos em prática o Plano de Contingência: aumentamos a quantidade de equipe para dar agilidade aos atendimentos emergenciais. Por exemplo, a troca de um transformador, que eventualmente queima, é procedimento de alta complexidade e exige uma logística maior e, por isso, demanda mais tempo para conclusão do procedimento”, explicou o diretor.

A Energisa destaca que os problemas que estão ocorrendo são pontuais, afetando alguns transformadores do estado, que atingiram apenas 1,2% dos clientes, porém estão sendo tratados com prioridade.

Por isso é importante que os clientes sinalizem para a empresa sempre que houver a necessidade de aumento de carga de energia, principalmente ao adquirir equipamentos como ar-condicionado, geladeira e freezer. Assim, a empresa vai conseguir atuar de forma preventiva para garantir o fornecimento adequado de acordo com a demanda dos clientes.

Importante reforçar ainda que a declaração de carga não tem impacto no valor cobrado na conta de luz. Pois o valor da conta está ligado a quantidade de energia elétrica consumida junto a tarifa da unidade conforme classificação (comercial, residencial, industrial), sendo a leitura do consumo realizada mensalmente.

Portanto, declarar a carga só beneficia o cliente, que terá energia de qualidade em casa ou no seu negócio sem prejudicar os outros clientes da região e a rede elétrica da d­istribuidora.

Onda de calor

O calor é justificado por uma intensa massa de ar quente que atuou sobre grande parte do Brasil, incluindo o Acre, e provocou uma onda de calor que deixou as temperaturas muito acima da média climatológica do período.

“No Acre, esse calor também foi sentido, com máximas em torno de 37°C, em Rio Branco, e de 38°C, em Tarauacá. A ocorrência de temperaturas acima da média na região é um dos efeitos esperados em anos de atuação do fenômeno El Niño, e novos episódios de ondas de calor podem ser observados ao menos até o primeiro trimestre de 2024”, explicou a meteorologista do Storm, Ana Paula Santos.

A Gazeta do Acre

Últimas