26 fevereiro 2024

“Assegurar os direitos das mulheres é um dos nossos objetivos no governo”, diz Gladson ao assinar Pacto de Políticas Públicas para Mulheres

Kauã Lucca

Date:

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Mulher (Semulher), celebrou na manhã desta segunda-feira, 21, a implementação do Fórum Estadual de Políticas Públicas para Mulheres. Na oportunidade, o Estado e os 22 municípios acreanos realizaram a assinatura do termo de compromisso para o fortalecimento de políticas públicas para mulheres no Estado.

Na ocasião, o governador enfatiza que, para reduzir os índices de violência contra as mulheres no Acre e assegurar seus direitos, é necessário a união de todos e agradece às instituições que ajudaram na realização das ações para melhorar a vida das mulheres.

“Assino este documento com muito orgulho e espero a colaboração de todos os envolvidos. Não há justificativa para aceitarmos uma sociedade desigual” disse Cameli, ao assinar o pacto estadual.

O evento constatou a fundamental e importante união entre os poderes, para que de forma harmoniosa possam pactuar pelo bom desenvolvimento de uma sociedade igualitária.

A cerimônia que foi realizada no auditório da Uninorte, contou ainda com a presença e corroboração da vice-governadora Mailza Assis, e teve como destaque, também, a participação do Ministério das Mulheres, representado pela secretária Nacional de Articulação Institucional, Ações Temáticas e Participação Política, Carmem Ferreira, que no ensejo, parabenizou o Acre por ser o primeiro estado do Brasil a ter uma organismo de política para mulheres em todos os seus municípios.

“Estamos comprometidos em fazer investimentos para que as mulheres possam ser livres, ter autonomia e dignidade num país tão valoroso como o nosso” disse a secretária nacional e representante do governo federal.

A titular da Secretaria de Estado da Mulher, Márdhia El-Shawwa, destacou o momento como um dia histórico: “Agradeço a todos os que se voltam para garantir os direitos das mulheres. O trabalho em rede e fundamental para a construção de um futuro brilhante para todas as garotas e mulheres do nosso estado. Com a união de poderes, instituições e sociedade civil, conseguiremos dar um freio nessa desigualdade”, disse.

Últimas