23 junho 2024

Acusados de estrangular jovem cabeleireiro pegam mais de 70 anos de prisão

Redação

Date:

 

Rafael Kevew Araújo Braga, Caio Jorge Araújo da Silva, Erenilson Ferreira Rocha e Hamayana Souza De Araújo, mãe de Rafael, foram condenados por homicídio qualificado.

Em penas somadas, os quatro acusados matar o cabeleireiro Tiago de Araújo Costa, de 21 anos, em fevereiro de 2019 em Rio Branco, foram condenados a mais de 70 anos de prisão. O quarteto passou por júri popular nesta terça-feira (21) na 1ª Vara do Tribunal do Júri da capital acreana.

Rafael Kevew Araújo Braga, Caio Jorge Araújo da Silva, Erenilson Ferreira Rocha e Hamayana Souza De Araújo, mãe de Rafael, foram condenados por homicídio qualificado.

A Justiça determinou a seguinte sentença para os réus:

Rafael Kevew Araújo Braga – 15 anos e 7 meses de prisão em regime fechado. Não pode recorrer em liberdade
Caio Jorge Araújo da Silva – 13 anos e 3 meses de prisão em regime fechado. Não pode recorrer em liberdade
Erenilson Ferreira Rocha – 20 anos de prisão. Pode recorrer do resultado em liberdade
Hamayana Souza De Araújo – 21 anos e 6 meses de prisão. Pode recorrer do resultado em liberdade
Tiago Costa desapareceu depois de ter saído de uma festa em um bar do Polo Benfica, em Rio Branco. Três dias depois, o corpo dele foi encontrado dentro de um matagal em estado de decomposição, degolado e sem os dentes.

O morador da região onde o cabeleireiro sumiu achou o corpo. Segundo os parentes dele relataram na época, o rapaz foi levado por três homens quando retornava da festa para casa.

G1

Últimas