21 maio 2024

União prevê aporte de R$ 311 milhões para recuperação de rodovias no Acre

Redação

Date:

O Acre deverá contar com um aporte de R$311 milhões para recuperação das rodovias federais que cortam o Estado. O plano de 100 dias do governo Lula prevê a retomada dos serviços de toda a malha rodoviária federal no Estado. A BR-364 conta com um trecho de 759,40 quilômetros, enquanto a BR-317 chega em torno de 407,9 quilômetros, mais os 11 quilômetros da BR-307.

As frentes de serviços já estão sendo retomadas, mas a execução pode sofre pequenas alterações em decorrência do período chuvoso na região da Amazônia Ocidental. O novo ministro dos Transportes Renan Filho, antecipou que governo Lula destinou uma verba R$218 milhões. da manutenção e melhoria da BR-364 e a conclusão do anel viário de Brasileia, bem como da ponte sobre o Rio Acre.

Desde o fim do ano passado que já tinha sido empenhado a quantia de R$93 milhões para a Superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes no Acre (DNIT/AC) dar continuidade as ações emergenciais nos pontos críticos das BR-364 e BR-317. O rateio dos recursos previstos ficaram assim distribuídos: 85% para as obras da BR-364 e 15% para as obras em execução da BR-317. Essa divisão pode sofrer alterações a depender do desempenho das empresas contratadas, inclusive das demandas de cada trecho recuperado e da dinâmica da carteira contratual de cada rodovia.

A superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes no Acre (DNIT/ AC) deve usar a primeira parcela estimada em torno de R$ 70 milhões, para os trabalhos emergenciais nos trechos mais críticos da BR-364 e BR-317, enquanto os outros R$60 mi, a conclusão da ponte de Brasileia e a construção da ponte de Rodrigues Alves (na região do Vale do Juruá). Estas frentes de serviços ficarão responsáveis pela operação tapa buraco e os remendos profundos com o uso de brita para evitar o risco de fechamento da BR-364.

A ideia que os pontos críticos sejam recuperados nos próximos meses, mas com a chegada do verão retomam a pavimentação asfáltica. As empresas contratadas devem assumir os trechos entre Sena Madureira/ Manuel Urbano, Manuel Urbano/Feijó, Tarauacá/ Cruzeiro do Sul, Capixaba/Epitaciolândia, Brasileia/Assis Brasil. O trecho com problema entre o Rio Liberdade/ Tarauacá será licitado para retomada das obras paralisadas, inclusive o trecho da BR-364 entre a divisa de Rondônia com o Acre, com a retomada da opera- ção tapa buraco.

Com informações A Tribuna

Últimas