21 maio 2024

Nova legislatura: o deputado boçal, o empolgado, o perseguido, o gentleman e o esperto

Coluna da Gina

Date:

 

Bizarrices

Aconteceu nesta quarta-feira (1) a posse dos novos deputados que comporão a legislatura que se estenderá até 2026. Foi um show de bizarrice como sempre é. Muita empolgação, pouco bom senso e esforço de Edson Maragoni, assessor de imprensa, para dar a mínima condição de trabalho à imprensa.

Arlenilson Cunha: deputado boçal

O prêmio de deputado boçal vai para Arlenilson Cunha (PL) que já chegou na ALEAC achando que tem o rei na barriga ou que se elegeu para governador. 

Pensa que é o rei 

Antes mesmo de tomar posse ele já se achava poderoso ao extremo, fez um espatifado por onde passou, não cuidou de aliados, não preservou relações e está agindo como se quisesse um mandato só. Deve ser isso mesmo que acontecerá.

O empolgado

O deputado mais empolgado ao discursar foi Tanizio de Sá que comemorou a posse lembrando que já vinha de quatro derrotas. Aproveitou e já pediu para sair cedo no primeiro dia de trabalho.

Afonso Fernandes: o perseguido

Nunca ninguém “apanhou tanto” antes de assumir um cargo. Sofreu fogo amigo de todos os lados. Não deram chance do homem colocar o pé no mandato e já o acusaram até da morte de Judas.

Tadeu Hassem: o gentleman 

Tadeu Hassem, o bom menino da fronteira, chega a Aleac com o sorriso e o jeito amável que marca sua trajetória. É um gentleman e para além disso é preparado para o cargo que assumiu.

Tadeu Hassem II

Tadeu é um velho conhecido na Assembleia Legislativa. Ela já trabalhou na casa como assessor do ex-deputado Astério Moreira e fez amizades na Casa. 

O esperto

O deputado esperto é Chico Viga que calado vence os debates e segue amigo de Deus e Maomé conquistando tudo que vem pela frente.

Empolgada 

A esposa de um deputado de segundo mandato se empolgou e queria colocar no espaço reservado apenas aos deputados cerca de 12 amigos dela. Não era o momento. Havia protocolos, mas ela prometeu barraco e cederam.

Um presidente zen 

Luiz Gonzaga, presidente da Aleac, chega ao cargo com a calma que lhe é peculiar. Zen como um monge budista e como alguém que aprendeu o caminho das pedras em se tratando de política.

Não é bobo

Apesar de zen e sorridente, Gonzaga não é bobo. Conhece a malícia das paredes do parlamento e saberá lidar com isso. 

Michelle Melo: de pedra a vidraça 

Para quem era acostumada a criticar até o ar que o prefeito de Rio Branco respirava e gostava de criticar, atirar pedras, Michelle terá que aprender a ser vidraça. Tem que saber absorver as críticas feitas ao Executivo e ainda defender. Muitas vezes defender o indefensável. Foi de pedra a vidraça.

A coluna deseja boa sorte a todos os deputados.

Bom dia

Últimas