quarta-feira, agosto 10, 2022
26.3 C
Rio Branco
quarta-feira 10 agosto 2022

Após Vanda Milani enviar R$ 17,8 milhões, obra da Orla do Quinze é homologada para execução

POR Assessoria

O recurso oriundo de emenda parlamentar foi enviado pela deputada federal, Vanda Milani, em 2019. A homologação para execução ocorreu na última sexta-feira, dia 22, pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

Com mais de 17,8 milhões em recursos enviados pela deputada federal, Vanda Milani (PROS), em 2019, a orla do bairro Quinze, a maior obra de infraestrutura nos últimos 15 anos, foi licitada e contratada para execução, na última sexta-feira, 22 de julho, pela Secretaria de Infrestrutura (Seinfra). A vigência do contrato da licitação é de 18 meses e a construção da orla tem prazo de execução de 12 meses.

A obra que deve abranger cerca de 400 metros entre o Mercado velho e o rio Acre, conta com um porto de atracagem de embarcações, uma praça com áreas de lazer, pista para a caminhada, espaços para realização de esportes e realização de eventos culturais, além de quiosques e um museu tecnológico.

“O bairro Quinze é o mais antigo de Rio Branco. Ali vai ser revitalizada a rua Boulevard Augusto Monteiro, onde nasceu a cidade. Teremos ainda a volta do comércio local que já foi um dos maiores da cidade e que hoje não existe mais em face do desbarrancamento do rio que adentra a rua”, afirma a deputada federal.

Com a orla pronta, serão beneficiados os moradores de Rio Branco e as famílias moradoras do bairro Quinze, o mais antigo de Rio Branco, além de impulsionar o turismo na capital. A construção deve, ainda, fomentar a economia com a geração de emprego e renda durante a realização das atividades.

“A orla é um grande sonho da população do segundo distrito e vai ainda mais fomentar o turismo local e da nossa querida Rio Branco. Será um trabalho estrutural com valor histórico-cultural, e vai garantir enormes vantagens sociais”, destaca a Dra Vanda Milani.

Para a execução das atividades, três empresas participaram da licitação e, seguido de análise técnica da Comissão Permanente de Licitação (CPL), foi homologado após quase dois meses da abertura da licitação. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedur), foi a responsável pelo projeto arquitetônico. A obra conta ainda com o acréscimo de 3,7 milhões do Governo do Acre, em razão da defasagem de recursos parados até a homologação da obra.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img