segunda-feira, maio 16, 2022
24.3 C
Rio Branco
segunda-feira 16 maio 2022

Presos do PCC são transferidos para não serem assassinados em presídio acreano

POR A Tribuna

Uma grande chacina pode ter sido evitada na Penitenciária Francisco de Oliveira Conde. Detentos ligados ao Comando Vermelho (CV) e ao Bonde dos 13 (B13) preparavam uma invasão das celas dos presos do PCC – Primeiro Comando da Capital para promover uma matança. A Vara de Execuções Penais determinou que presos ligados ao (PCC) fossem transferidos do pavilhão-H, para aumentar a segurança. O promotor Tales Fonseca Tranin, responsável pela da 4a Promotoria Criminal e pelo controle das prisões esteve pessoalmente na Penitenciária para acompanhar a transferência, depois da descoberta o plano, por meio de cartas apreendidas com os faccionados do CV e do Bonde dos 13.

A guerra no Chapão da FOC explodiu por causa da matança de faccionados ocorrida no de março em Brasileia. As lideranças do CV e do B13, especialmente as que estão presas, teriam acertado uma trégua, mas o pessoal do PCC manifestou discordância e queria continuar sai vingança.

Tudo começou depois que membros do PCC mataram alguns desafetos nos municípios de Brasileia, Bujari e Sena Madureira e deram a entender que se tratava e uma ação do B13. Com a guerra declarada, o pessoal ligado ao CV e Cobija, na Bolívia, entrou no conflito.

As autoridades acreanas agiram preventivamente para evitar que se repetisse o que aconteceu em 2016, quando 25 criminosos invadiram o presídio da Papudinha para matar os adversários de outra organização criminosa. Naquela época, as Forças Policiais reagiram e apreenderam uma escopeta calibre 12, uma pistola calibre nove milímetros, duas granadas e coletes a prova de balas. Como resultado da invasão fracassada, quatro presos ficaram feridos e um criminoso foi detido, com a chegada de um contingente do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) para restaurar a paz no presídio do regime semiaberto.

O mais recente atrito entre as facções começou depois que um adolescente de 16 anos foi morto a tiros na praça Ana Vieira no município de Sena Madureira. A vítima foi alvejada na cabeça, perna, nádega e testículo e teve que ser transferida em estado grave para o pronto-socorro da capital acreana. A execução da adolescente Kailane Ferreira Liberalino, nas imediações da sua residência, no bairro Cafezal (no município de Sena Madureira) pôs fim a trégua que durava vários meses. Mais cedo, o Comendo Vermelho tinha divulgado um comunicado nas redes sociais sobre a retomada do conflito com o Bonde dos 13.

Valderlon da Silva Progênito (29 anos), foi executado a tiros na madrugada de quinta-feira num bar do bairro Aeroporto, em Brasileia, por uma dupla de motoqueiros. A esposa da vítima foi alvejada com um tiro na perna direita, enquanto um cidadão que passava pelo local, foi atingido no braço e buscou socorro num posto de combustível. O trabalhador rural Igor Gustavo de Mesquita (28 anos), foi executado a golpes de terça- dos na noite da última segunda-feira (dia 28), as imagens macabras chegaram a circular nas redes sociais. O crime bárbaro ocorreu no Ramal do Espinhara, localizado na zona rural do município do Bujari.

O assassinato covarde do jogador de futebol Igor Santos na noite da última segunda-feira (dia 18), no conjunto Cabreúva (no bairro do Calafate) na capital. A morte do açougueiro Donald Matheus Cordeiro da Silva, no bairro Santa Inês (Segundo Distrito) acionou o sinal de alerta. A Polícia busca pistas que possam levar ao paradeiro das duplas de moto- queiros que cometeram os crimes que refletem a escalada da violência do crime organizado.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img