quarta-feira, janeiro 26, 2022
29.3 C
Rio Branco
quarta-feira 26 janeiro 2022

“Por isso avisei que o repasse não traria solução alguma”, diz Michelle Melo sobre a paralisação de motoristas de ônibus

POR GINA MENEZES
A vereadora de Rio Branco, Michelle Melo, diante da notícia de paralisação de motoristas do transporte coletivo por falta de pagamento, voltou na manhã de sexta-feira (10) afirmar que já havia avisado que o repasse em dinheiro que a prefeitura repassaria às empresas de ônibus não traria solução para o transporte coletivo.
Recentemente a Prefeitura de Rio Branco repassou dos cofres públicos R$ 2,4 milhões de reais aos empresários do transporte coletivo para que estes pagassem os funcionários, mas pelo visto o acordo não foi cumprido e os motoristas paralisaram mais uma vez.
“Eu avisei que esse repasse não traria a solução”, disse a parlamentar.
Michelle criticou ainda os péssimos serviços ofertados pelas empresas de transporte coletivo de Rio Branco e cobra atitude por parte da prefeitura.
“O que precisa ser feito é uma tomada de decisão enérgica por parte da prefeitura. RBTrans fala que não tem empresas que querem prestar serviços de transporte coletivo em Rio Branco para substituir as já existentes, mas não demonstrou com fatos que fez convites e tão pouco chamamento público. O que não dá é pra brincarem com a população. Ter coragem de se posicionar e tomar as rédeas da situação é o mínimo que o prefeito precisa fazer”, diz.
Sobre o dinheiro dos rio-branquenses dado aos empresários vale lembrar que em outubro deste ano o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, sancionou, em publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) lei que autorizou o repasse em mais de R$ 2,4 milhões para as empresas de ônibus para o pagamento em atraso dos trabalhadores. A lei foi aprovada na Câmara de Vereadores.

Conforme a lei, o subsídio complementar vai vigorar até junho de 2022. E específica que percentual de 91,87% do montante deve ser destinado ao pagamento do salário em atraso das empresas, referente ao período de dezembro de 2020 a abril de 2021, outros 8,13% do montante para o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Passageiros e Cargas do Estado do Acre (Sinttpac), para pagamento parcial de dívidas dos descontos em folha dos trabalhadores.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img