sábado, janeiro 22, 2022
23.3 C
Rio Branco
sábado 22 janeiro 2022

‘Medo dele voltar para me matar’, diz atendente que sobreviveu ao levar oito facadas do ex-marido

POR Redação

Fernanda Neiva da Cunha pedia para o ex-marido sair de casa há três semanas. No último dia 19, o suspeito se escondeu atrás de uma árvore e desferiu várias facadas na vítima. Ele se apresentou na delegacia dias depois e foi liberado por não estar mais no período de flagrante.

A atendente de panificadora Fernanda Neiva da Cunha, de 29 anos, não consegue dormir direito e teme ser agredida novamente pelo ex-companheiro. No último dia 19, ela levou oito facadas quando voltava para casa, no bairro Chico Mendes, em Rio Branco, e o principal suspeito é o ex-marido, Carlos Alberto Lima, também de 29 anos.

O homem se apresentou na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e foi liberado por não estar mais no período de flagrante. Ele aguarda a conclusão das investigações em liberdade, por enquanto. A informação foi confirmada pela Polícia Civil.

Após a agressão, Fernanda foi levada para o Pronto Socorro de Rio Branco por moradores do bairro. Ela passou por cirurgia e ficou oito dias internada na unidade.

Mais de uma semana após o crime, Fernanda se recupera em casa com os dois filhos, de 9 e 3 anos, e conta com ajuda de familiares, amigos e conhecidos para custear o tratamento médico e ajudar nas despesas. O filho caçula é fruto do relacionamento de mais de três anos com Carlos Alberto Lima.

Ela diz temer que o ex-companheiro invada a casa dela para tentar matá-la novamente.

“Não consigo dormir direito, ainda não consegui desde que aconteceu. No hospital achava que não conseguia dormir por estar ali, mas no meio da madrugada acordo em casa. Tenho medo dele entrar aqui e me matar. Ninguém sabe o que se passa na cabeça dos outros”, lamentou.

G1

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img