Zen diz que deputado fez loteamento clandestino e Gerlen o chama de trapaceiro

0

A briga continuou na Assembleia Legislativa do Estado Acre (Aleac) durante a sessão desta quarta-feira (16). O deputado Daniel Zen (PT) afirmou que colega Gerlen Diniz (PP) fez um loteamento clandestino em Sena Madureira, sem a infraestrutura necessária e expôs os compradores dos lotes.

Segundo Zen, o espaço foi feito de forma irregular e Gerlen teria agido com “trapaça e má-fé”, deixando os compradores dos lotes sem pavimentação, saneamento e sequer energia elétrica.

O petista disse ainda que o fato pode ser até configurado como crime por ser contra o Plano Diretor da cidade de Sena Madureira. O loteamento seria localizado à margem esquerda do Rio Yaco, na chegada da cidade, sendo conhecido como “Loteamento do Gerlen”.

Gerlen responde e devolve acusações

Ainda bastante alterado, Gerlen respondeu à seguir, dizendo para Daniel Zen: “Antes de vir para a sessão fez uso de substância ilícita”.

Qual seria a substância ilícita não ficou esclarecida para os demais presentes.

Gerlen esclareceu que o loteamento falado por Zen não é urbando, mas rural. Por conta disso, não pode ser enquadrado pelo Plano Diretor da cidade. “O senhor [Zen] é trapaceiro, pois sabe disso e vai buscar um caso que existe há 10 anos”, rebateu o oposicionista.

O deputado do PP ainda destacou o fato de Zen tentar enganar a todos na Aleac. “O deputado Gerlen não tem processo algum. Mas Daniel Zen tem e é acusado no Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE) em processo de milhões. O senhor [Zen] é um trapaceiro, por desvirtuar a verdade”, finalizou.

Comentários

comentários