Vereadores cobram empresas de transporte pela ausência em seminário de mobilidade

0

Os trabalhos da Câmara de Rio Branco desta semana, iniciaram com a vice-presidente Lene Petecão (PSD) apresentando um vídeo, onde uma cadeirante denuncia que ficou na parada de ônibus, devido a plataforma não ter decido.

“Eu cobro aqui a ausência das empresas de transporte público da nossa cidade, se tivesse participado do nosso seminário, teriam ouvido os anseios e criticas com relação ao serviço prestado de forma péssima como vimos”, destaca Lene.

O vereador N. Lima (PSL) também fez uma fala dura com relação a denuncia e a ausência do seguimento empresarial.

“Quero saber a justificativa de as empresas não comparecerem ao seminário. A divulgação foi ampla, dizer que não sabiam, é inverdade. Se eles não querem participar desses debates, o que eles querem na nossa capital? Se não tem interesse em ouvir as reclamações, não devem ter interesse em prestar o serviço que deixa a desejar e deve sair da concorrência, já que não tem o respeito com a população”, disse Lima.
Emerson Jarude (sem partido) destacou a ausência de documentos em dia.

“Tempo desse fui parado em uma blitz e alertado que meu documento estaria vencendo na próxima semana. Mas isso não acontece com o transporte público, que continua a circular com o documento irregular e não sofre penalidades, mas o prejuízo fica para a população”, ressalta Jarude.

Ascom Câmara

Comentários

comentários