“Toda ação tem uma reação que pode causar desgaste maior”, diz Rocha sobre ataques do PP contra PSDB

0

O vice-governador do Acre, Wherles Rocha (PSDB), concedeu entrevista à Folha do Acre na manhã de quarta-feira (26) e afirmou que os tucanos, especialmente ele e a irmã, deputada federal Mara Rocha, vêm sofrendo ataques de um grupo ligado ao PP, partido do governador Gladson Cameli.

Rocha frisou que isto poderá causar um desgaste maior. Sem entrar em detalhes do tipo ou dimensão do desgaste entre o partido dele, PSDB, e o partido de Cameli, Rocha limitou-se a ser enigmático e dizer que toda ação terá uma reação e que não controla o que grupo de tucanos.

Rocha afirmou que um grupo do PP, que não disse o nome dos integrantes, estaria descontente com uma pesquisa eleitoral que mostra Mara Rocha e Minoru Kimpara bem avaliados para uma eventual disputa da Prefeitura de Rio Branco e, por isso, estariam espalhando notícias falsas.

“Tem um grupo ligado ao PP que está promovendo esses ataques. Isso são interesses políticos contrariados por conta de uma pesquisa. Não sei porque o desespero de criar fatos, criar notícias para me atacar, atacar a Mara, atacar o PSDB. Isso não constrói nada”, diz Rocha.

Rocha afirma acreditar que os ataques não tem o aval de Gladson Cameli, mas frisa que poderá haver consequências.

“Isso pode gerar um desgaste maior. O que pode acontecer é que uma ação vai virar uma reação e já falei para as pessoas ligadas ao governo. Eu não sei onde isso vai parar. Eu não alimento este tipo de coisa. Isso é um jogo baixo. Eu já disse para não colocarem na minha conta reações de nenhum dos lados”, diz.

Comentários

comentários