‘Tem membros do nosso grupo pegando corda de petistas, mas não deixarei de manter Alércio Dias’, diz Gladson

0

Em entrevista exclusiva ao site Folha do Acre concedida na manhã de terça-feira (8), o governador Gladson Cameli (PP) afirmou que membros do Partido dos Trabalhadores (PT) estão manipulando o grupo político liderado pelo progressista.

Cameli afirma que os petistas estão plantando discórdia entre aliados da situação e frisou que, infelizmente, alguns membros da sua base estão “pegando corda” e fazendo o jogo dos rivais.

A respeito da nova polêmica envolvendo a nomeação de um dos membros de sua equipe, o advogado Alércio Dias, indicado para presidir o Acreprevidência, o governador afirmou que a indicação continua valendo porém em carater interino até que Alércio seja submetido a sabatina na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) conforme determina legislação.

Gladson afirma lamentar que as informações contrárias divulgadas sobre a formação de sua equipe partam de membros do PT que encontram eco em descontentamentos pontuais de alguns aliados. Ele salientou que no caso de Alércio Dias a nomeação como diretor-presidente interino do Acreprevidência resolve os entraves burocráticos enquanto se aguarda o retorno dos trabalhos legislativos.

“Iremos manter o Alércio Dias como interino no cargo, por que não há nada de ilegal nisso e ele será submetido a sabatina na Aleac e os deputados terão liberdade sobre o assunto. É muito simples tudo isso. Não entendo por que algumas pessoas do nosso grupo estão pegando corda de petistas”, diz.

Gladson Cameli voltou a reafirmar a disposição de sua equipe em colocar o Acre novamente nos trilhos do desenvolvimento e frisou que é necessário união e não defesa de interesses individuais.

“Fui eleito por um grupo e não esquecerei disso, no momento certo as pessoas serão contempladas. O momento é de união para resolver problemas emergenciais. Pedimos aos nossos aliados que não peguem corda de petistas e aguardem”, diz.

Comentários

comentários