Socorro Neri demite presidente do Podemos e sigla rompe com a Frente Popular

0

O presidente estadual do Podemos, Eros Asfury, foi exonerado pela prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, através do Decreto número 1060 de 07 de novembro de 2018, publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (8).

Alegando que a prefeita agiu de forma truculenta, o líder da sigla anunciou rompimento político com a prefeita Socorro Neri (PSB) e com o governador Tião Viana (PT).

Eros, que afirma não ter sido comunicado da exoneração do cargo de diretor de Gestão Administativa da Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil, diz que a orientação da sigla a partir de hoje é que o vereador Railson Correia, membro do Podemos, vote contra qualquer matéria de interesse da prefeitura.

“A partir de hoje o partido está se posicionando contra a prefeitura e o governo. Estou na Câmara para conversar com nosso vereador, pois toda matéria do interesse da Prefeitura de Rio Branco a nossa orientação é que a partir de agora vote contra. Essa exoneração foi de forma truculenta, haja visto que em momento algum ela chamou para uma conversa, para alinhar. Isso foi feito de uma forma desrespeitosa. Até hoje nós fomos aliados, ajudamos a construir esse projeto e essa demissão foi feita de forma errada, sem conversa, sem diálogo. Respeitamos as prerrogativas dela, mas o que nos revolta é a forma que foi colocado”, diz.

Eros Asfuy afirma que o deputado do Podemos na Assembleia Legislativa do Acre também será comunicado do rompimento do partido com a Frente Popular do Acre.

Comentários

comentários