Sem ter o que “fazer”, vereadores da capital encerram sessão e vão para casa mais cedo

0

Uma 1h15min. Esse foi o tempo de duração da sessão de hoje (16) na Câmara de Rio Branco. Apesar da presença massiva dos vereadores, a reunião da casa legislativa terminou mais cedo do que é esperado. O motivo? Os vereadores estavam sem pautas para a ordem do dia e aparentemente sem assunto para iniciar novos debates.

A situação foi até comentada por dois vereadores ao fazerem uso da palavra. Apesar do presidente da Mesa Diretora, em exercício, Clézio Moreira (PSDB), decretar suspensão para que grupos da base aliada à prefeitura pudessem se reunir e debater assuntos de interesses do executivo, a sessão não chegou a ser proveitosa como eles mesmo esperavam bem como os profissionais da imprensa.

Ao pedir uma parte, o vereador Roberto Duarte (MDB) criticou o presidente por ter suspendido a sessão. “Nós precisamos falar a verdade. Não temos mais nada para fazer nesta casa hoje. Não tem ordem do dia. A sessão acabou 9 horas da manhã e infelizmente não temos mais nada para fazer (…) esse pedido nada mais é para procrastinar a sessão”, criticou Duarte o pedido de Rodrigo Forneck (PT) que pediu espaço para debater assuntos da prefeitura junto com seus pares.

Resumindo a sessão, por minutos, os edis reclamaram da postura de alguns deputados da Alec que vez e outra proferem críticas ao parlamento-mirim. Teve também uma rápida apresentação de um projeto de resolução, sendo esse projeto também já justificado por seu propositor que “tendo em vista não ter nada preparado para a tribuna, vou apresentar essa ementa aos pares”. E por fim, dois lembretes para audiências que vão ocorrer ao longo da semana sobre saúde.

Vereadores ‘curtem’ folga na Câmara de Rio Branco/Folha do Acre

Comentários

comentários