Rocha diz que Jorge Viana é culpado pelo ingresso de jovens em facções e aumento da violência

Tucano afirma que ex-governador jogou o Acre nessa crise econômica toda que reflete na questão da segurança

0
Rocha afirma que Jorge jogou o Acre nessa crise econômica toda que reflete na questão da segurança

O deputado federal Wherles Rocha (PSDB), em entrevista à Folha do Acre, criticou o senador Jorge Viana (PT) pelo discurso do petista no Senado Federal criticando o governo federal pelo aumento da violência no Acre.

Rocha afirma que o discurso de Jorge Viana é ridículo pelo fato do senador petista tentar transferir a responsabilidade do governo do Acre no que tange o aumento da violência e acusou o senador de ser o principal responsável pela violência que impera no Acre, pelo significativo número de jovens que entraram no mundo do crime e que morreram vítimas da guerra do tráfico.

O tucano disse que Jorge Viana tenta terceirizar a culpa pelo aumento da violência no Acre, não levando em conta que Michel Temer está governando o Brasil há dois anos e que os índices apresentados hoje é resultado da falta de política pública ao longo de vários anos.

“O que ele está tentando fazer é transferir a responsabilidade que é deles, inclusive dele que foi governador do Acre e que implantou esse modelo econômico falido chamado “Florestania”, que jogou o Acre nessa crise econômica toda que obviamente reflete na questão da segurança”, diz.

Rocha acusa Jorge Viana de ter fomentado, através de uma política de governo equivocada, a entrada de jovens no mundo do crime.

“Esses mesmos jovens que estão hoje entrando para facções criminosas para matar ou para morrer eram crianças quando ele assumiu o governo. Algo falhou na educação e depois na geração de emprego”, diz.

O discurso de Jorge Viana, amplamente criticado por Rocha, foi feito na última quarta-feira (7) da tribuna do Senado quando o petista afirmou que querer repassar a culpa da violência, exclusivamente aos estados ou municípios, é não querer enxergar o que está acontecendo no Brasil com os cortes feitos pelo governo federal no repasse à segurança pública.

Não contente com os argumentos de Viana, Rocha afirmou que se o governo federal é responsável por tudo então a Secretaria Estadual de Segurança Pública seria desnecessária.

“Eles querem culpar o governo federal por tudo, mas se fosse só o ministro que tivesse que resolver as coisas então a gente não precisaria de um secretário de Segurança”, rebateu Rocha.

Comentários

comentários