Reforma de Socorro põe fim a apadrinhamentos de Marcus Alexandre; presidentes de bairros estão ‘tiriricas’

0

Projeto de reforma administrativa é enviado à Câmara

O polêmico projeto da reforma administrativa da Prefeitura de Rio Branco foi enviado à Câmara Municipal na última quarta-feira (28). Agora é aguardar o projeto ser analisado pelas duas principais comissões da Casa Legislativa, a de Orçamento e Finança e Constituição e Justiça.

Prazo de 7 dias

O prazo para que a Comissão de Constituição e Justiça e Orçamento e Finanças analise o projeto enviado pela prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, são 7 dias. Depois do prazo para análise, o projeto seguirá para votação em plenário.

Votado no apagar das luzes

Como era de se esperar, o projeto de reforma administrativa, o mais polêmico da gestão de Socorro Neri que se propõe a reduzir o número de secretarias e servidores, será votado no apagar das luzes do ano Legislativo.

Mais desempregados

O projeto de Socorro Neri acaba com o cabide de emprego dentro da municipalidade e põe fim ao projeto político de apadrinhamento do ex-prefeito da capital, Marcus Alexandre. Serão centenas de petistas desempregados.

Presidentes de bairro nada contentes

Os presidentes de bairro estão tiririca da vida porque muitos deles eram lotados na prefeitura de Rio Branco e irão ser exonerados por conta da reforma administrativa proposta por Socorro Neri.

Injustificável

A verdade é que é injustificável que a municipalidade pagasse salários a presidentes de bairros, supostos líderes comunitários, apenas por conta de barganhas políticas menores.

Risível

Chega a ser risível ver alguns líderes de partidos nanicos, que sequer fizeram campanha, pedirem secretarias de porteira fechada ao novo governador Gladson Cameli.

Juruna

O Superior Tribunal de Justiça decidiu considerar pedido da defesa do vereador de Rio Branco Juruna e a decisão condenatória do Tribunal de Justiça do Acre terá que ser revista.

Novela

É uma novela de centenas de capítulos essa história do vereador Juruna. Lamentável o fato de que o vereador gastou os últimos dois anos em defesa e não conseguiu focar sem seu mandato.

Emerson Jarude

O também vereador de Rio Branco Emerson Jarude (sem partido) denunciou ameaças de morte que estaria recebendo via internet. Grave a denúncia do parlamentar.

Bom dia a todos

Comentários

comentários