Petecão quer inviabilizar uso de dinheiro vindo do crime com a substituição das notas de R$ 50 e R$ 100

0
Senador Sérgio Petecão (PSD/AC)

O senador Sérgio Petecão (PSD) apresentou, na última terça-feira (14), o Projeto de Lei nº 440, de 2017, que determina a substituição das atuais notas de R$ 50 e R$ 100, no prazo de 90 dias.

De acordo com Sérgio Petecão, um dos principais objetivos do projeto é tirar de circulação o dinheiro adquirido por meio de atividade ilegal. “O Brasil presencia nestes últimos anos o maior escândalo de corrupção da nossa história. Nosso dinheiro está sujo! Dessa forma, as quantidades de cédulas ilegais escondidas em malas, apartamentos, por exemplo, sairão de circulação caso não sejam apresentadas para a troca”, disse.

O senador explica que há uma grande quantidade de cédulas estocadas país a fora, em sua maioria de R$ 50 e R$ 100, fruto de atividade criminosa. Uma vez que estas não forem apresentadas, o dinheiro será automaticamente invalidado, afetando diretamente as atividades de contraventores.

A troca valerá somente para as notas de R$ 50 e R$ 100 em razão de serem as mais recorrentes em crimes de corrupção e outros. As demais notas não serão substituídas.

Outra consequência da troca da cédula será o retorno do dinheiro sem origem comprovada ao mercado. “Os que tiverem dinheiro ilegal estocado terão como ação natural o retorno das células ao mercado para evitar a sua perca e aquela quantia que proveio de crimes ou voltarão para o mercado ou perderão a validade. Isso fará com que milhões, ou bilhões de reais, voltem a circular, aquecendo a economia”, disse o senador.

Comentários

comentários