“O PSDB não perdeu nada com a saída de Henrique Afonso e Marcio Bittar”, afirma colunista

0
Henrique e Bittar

Perdeu nada

O PSDB não perdeu nada com a saída de Henrique Afonso, ex-deputado federal que migrou para o PSL, pois ele nunca foi um tucano de fato. O embrião dele continua na esquerda, mais propriamente no PT.

Nunca foi tucano

Henrique só não voltou para o PT porque sabe muito bem que lá não tem mais ambiente político para ele, local de onde saiu praticamente expulso por não comungar com os princípios do partido. Henrique sempre bateu de frente com o grupo GLBT do partido e com as feministas por ser radicalmente contra o aborto.

Usou a sigla

Henrique nunca esteve de fato no PSDB, ele apenas usou a sigla para tentar conquistar a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, tentativa frustrada pela vitória de Ilderlei Cordeiro (PMDB).

Paz

Quanto à saída de Marcio Bittar, que já passou por praticamente todas as siglas existentes no sistema eleitoral, não significa nada para a executiva estadual a não ser uma sensação de paz, pois põe fim a uma guerra interna que estava afetando o partido.

Não fez bem

Nunca fez bem ao PSDB, assim como não fez ao PPS, essa mania que Marcio Bittar tem de tentar ter domínio e título de propriedade do partido.

Mostrar serviço

Obviamente que caberá ao deputado federal Wherles Rocha, presidente da executiva regional do PSDB, mostrar que o partido possui potencial de crescimento e de agregar valor à oposição.

Críticas pesadas a Emylson Farias

Os vereadores de Rio Branco não têm poupado críticas ao secretário de segurança Emylson Farias. Enquanto um chama o gestor de “rato”, o outro, vereador N. Lima, qualificou o gestor como “imbecil” por colocar a culpa dos altos índices de violência no presidente Michel Temer.

Silêncio total

Enquanto os vereadores atacam o secretário Emylson Farias, a base de apoio silenciou de forma ensurdecedora.

Nada bom

Não pegou bem ao PMDB o fato dos dois deputados federais da bancada acreana, Jéssica Sales e Flaviano Melo, terem destinado emendas a outros estados mesmo diante da carência do Acre.

Perdendo força

A ex-toda poderosa sindicalista Rosana Nascimento vem perdendo força diante do crescimento do SinproAcre comandado pela sindicalista Alcelene Gurgel.

Bom dia a todos

Comentários

comentários