No melhor estilo 007, Segurança gasta R$ 115 mil com aparelhos para impedir espionagem no governo

0

A Secretaria de Segurança Pública do Acre está adquirindo, através de uma dispensa de licitação, três bloqueadores ultrassônicos de gravação, um modelo moderno antiarapongagem. A secretaria pagará a empresa Berkana Tecnologia em Segurança Ltda o valor de R$ 115,5 mil reais pelos equipamentos.

O sistema antiarapongagem impede que gravações de conversas sejam feitas dentro de determinado ambiente e é anunciado na internet, modelos similares, como equipamento destinados a políticos e empresários que não queiram ser investigados.

O secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Cesar, confirmou a compra do equipamento e frisou que ele será usado para proteger estratégias contra o crime traçadas dentro da secretaria.

“Equipamento de ultra inteligência que será usado em reuniões sigilosas, de contra inteligência que não podem ser vazadas”, diz.

Embora na internet, em uma pesquisa realizada no Mercado Livre, apareça anúncios de bloqueadores de gravadores de áudio ultra-sônico de dois canais que prometem privacidade a políticos e empresários pelo valor de R$ 22 mil reais, o secretário frisa que os de R$ 115,5 mil adquirido pela Secretara de Segurança são outros e, portanto, mais caro.

“A dispensa é porque a empresa detém exclusividade no fornecimento de determinado bem, devidamente atestada pelos órgãos competentes. No caso estamos comprando do único fornecedor no Brasil, esse outro modelo da internet não tem a mesma função e, por isso, o preço é outro. Estamos adquirindo um sem fio, num raio de 3 metros, que bloqueia qualquer tipo de mídia”, diz

Além de deter o equipamento antiarapongagem, a secretaria recebeu para sua tutela o temido Guardião.

Comentários

comentários