Na Semana do Índio, Jenilson Leite promove ação de saúde para o povo Jaminawa

0

Na semana que se inicia as comemorações alusiva ao Dia do Índio (19 de abril), o deputado Jenilson Leite (PCdoB) que é médico infectologista e vice-presidente da ALEAC junto com a SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena) promoveu uma ação de saúde na aldeia Três Cachoeiras da etnia Jaminawa, localizada no alto rio Acre, município de Assis Brasil na fronteira com o Peru. Além do deputado, o presidente da Associação Comercial de Assis Brasil, Jesus Pilique, participou do evento e foi um dos colaboradores.

O deputado aproveitou a oportunidade para ouvir as reivindicações da população Jaminawa, que reside distante da cidade cerca de seis horas de barco motorizado. Sendo que este trabalho de levar atendimento médico aos ribeirinhos e indígenas, bem como ouvi-los suas demandas, é desenvolvido pelo parlamentar desde que assumiu a cadeira de legislador em 2015, fugindo da rotina do gabinete e ficando perto de quem mais necessita do apoio das autoridades, ou seja, os cidadãos que estão equidistantes da zona urbana.

Foram realizados mais de cem procedimentos médicos, incluindo exames de ultrassonografia e eletrocardiograma. O atendimento ocorre no momento na qual a saúde indígena passa por um momento de crise, sendo que o governo federal havia suspendido o repasse de recursos para as ações de saúde, levando centenas de indígenas a protestar contra à medida.

Para o cacique Durines Jaminawa a vinda do médico e deputado foi excelente, pois a comunidade pôde usufruir de exames que nem mesmo na cidade Assis Brasil é ofertado. Ressaltado também a importância dos parlamentares se fazerem presente nas comunidades rurais para ouvir a demanda da população.

“Estamos muitos felizes com esta ação de saúde, nossa gente pôde fazer exames que nem mesmo na cidade de Assis Brasil a gente tem acesso. Também é importante que os deputados venham ouvir as comunidades indígenas, os moradores rurais. Dessa forma. Conhecerá a nossa realidade”.

Jenilson Leite enfatizou que a população rural merece um olhar especial dos governantes, pois são os que mais sofrem com a escassez das políticas públicas, sendo que no tocante a saúde indígena o momento é preocupante.

“Nosso mandato tem estado presente nas comunidades rurais, ouvindo o povo e depois buscando a solução junto aos órgãos competentes. Com relação aos atendimentos de saúde, é uma marca do nosso mandato, levar saúde aos que mais necessitam. Sabemos da dificuldade que é conseguir um exame na rede pública. Também sabemos que a saúde indígena, que é de responsabilidade do governo federal, passa por crise, corte nos recursos para essa área, além dos três meses de suspensão para o SESAI realizar as ações. Uma situação preocupante”, afirmou Leite.

Assessoria

Comentários

comentários