Lene Petecão defende maior conscientização sobre o Alzheimer que acomete milhões de pessoas no Brasil

0

A vereadora de Rio Branco pelo PSD, Lene Petecão (PSD), usou a tribuna da Câmara para apresentar requerimento solicitando que seja realizado um ato solene em alusão ao Dia Mundial do Alzheimer, 21 de setembro, que foi instituído pela Associação Internacional do Alzheimer.

Lene defendeu que o assunto seja debatido pela Câmara de Rio Branco haja vista que é uma doença que acomete mais de 1,2 milhões de brasileiros.

“É assunto importante que precisa ser melhor conhecido por toda a sociedade. A verdade é que o silêncio em torno do assunto diminui as possibilidades de termos políticas públicas eficientes para combater a doença. O que a gente vê atualmente é a ausência de políticas públicas voltadas para um envelhecimento saudável”, diz.

Caracterizada como uma doença degenerativa, progressiva e irreversível, o Alzheimer não tem cura, mas pode ser tratada a fim de amenizar os sintomas. A doença afeta a memória, a fala e a noção de espaço e tempo do paciente, podendo provocar apatia, delírios e, em alguns casos, comportamento agressivo. Um dos primeiros sintomas é a perda de memória para fatos recentes. Depois, ocorre a desorientação quanto a lugares e datas e mudanças de humor e comportamento – irritabilidade e agressividade. Na fase avançada, a pessoa pode ter alucinações, dificuldade na fala e na alimentação. Além disso, pode não reconhecer mais os familiares e tornar-se totalmente dependente.

“Todos os anos eu costumo falar do assunto e pedir ajuda para que haja aumento na conscientização do assunto. Precisamos falar do tema e trabalhar políticas públicas para que haja velhice saudável, sem as mazelas das doenças que podem serem amenizadas ou até erradicadas”, diz.

Comentários

comentários