Governo não paga empresa médica e exames de cateterismo e angiografia estão suspensos

0

O deputado estadual Nélson Sales (PP) denunciou nesta quinta-feira no plenária da Assembleia Legislativa do Estado Acre (Aleac) que os atrasos no pagamento de seis meses das faturas da empresa Hemocardio resultou na suspensão dos exames de cateterismo e angiografia cerebral.

“O governo está há seis meses sem pagar a empresa responsável pelos exames, mas estão usando as pessoas nomeadas para os cargos comissionados para balançar bandeira para o candidato oficial, gastando recursos públicos em coisas sem necessidade”, salientou o parlamentar.

Dinheiro para os apadrinhados

Segundo Nélson, enquanto sobra cargo comissionado, exames e demais atividades para atender a população não têm os devidos investimentos. “Tião Viana lavou as mãos em relação a qualquer ação no Estado, abandonando a população do Acre”, destacou.

Para o deputado, já passou o momento do PT e seus cargos comissionados saírem do governo: “O Hospital de Brasileia é outro exemplo, pois na realidade apenas um pedacinho mínimo da obra e não funciona a contento, mas são mais de 80 pessoas contratadas recentemente e para não atender à população”.

Zen defende, mas não explica exames suspensos

A desgaste defesa do governo do Estado coube ao líder do governo na casa, Daniel Zen (PT) que embora sem explicar a suspensão dos exames denunciados por Sales, atribuiu a culpa do atraso das obras no setor de saúde a uma da crise financeira e política.

“O País vive um momento complexo e que cortou as verbas em geral, atingindo a maioria das ações públicas. Mas as obras reativadas não o foram por conta do período eleitoral”, justificou.

Comentários

comentários