Gladson diz que venda da dívida do Estado ficará para 2020 e pode decretar calamidade financeira

0
Governador Gladson Cameli

O governador Gladson Cameli (Progressistas), revelou no fim da tarde desta terça-feira (12), que a venda da dívida do Estado, aprovada em plenário da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), em R$ 1 bilhão de reais, deverá ficar para 2020.

“Recebi a péssima notícia que a venda da dívida provavelmente ficará para o próximo ano”, declarou Cameli.

A notícia pega o chefe do Palácio Rio Branco de surpresa, uma vez que o governo fez de tudo para que parte desta dívida fosse renegociada, contudo, o impasse na aprovação da Reforma da Previdência do Estado, foi o estopim para que houvesse a  desistência do Tesouro Nacional e da instituição financeira, no caso, o Banco do Brasil, de negociar este ano a dívida do Estado deixada pela administração petista. 

Com a péssima notícia, o governo não descarta a possibilidade decretar Estado de Calamidade Financeira do Acre. O maior impacto será a não convocação de novos concursados públicos.

Comentários

comentários