Flaviano é o único deputado acreano que votou a favor da privatização da Eletroacre

0
Flaviano Melo

Por 203 votos a 123, com três abstenções, deputados aprovaram na noite de quarta-feira (4) o projeto de lei que prevê a privatização de seis distribuidoras da Eletrobras. O projeto foi enviado ao Congresso após a medida provisória (MP) que tinha o mesmo objetivo ter perdido a validade. A Câmara deve tentar concluir a votação do projeto – que ainda tem 14 destaques para análise – na próxima quarta-feira (11), dias antes do recesso parlamentar. Os deputados terão de correr para também apreciar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 antes da pausa do meio do ano.

Da bancada federal acreana, apenas o deputado federal Flavino Melo (MDB) votou a favor da urgência no projeto de privatização.

Os deputados federais Alan Rick (DEM), Jéssica Sales (MDB) votaram contra a urgência da privatização da disbruidora de energia. Já os deputados Angelim (PT), Leo de Brito (PT) e Sibá Machado (PT) votaram pela obstrução do projeto.

O projeto permite que sejam leiloadas distribuidoras da estatal no Amazonas, em Rondônia, no Acre, no Piauí, em Roraima e no Alagoas. Contudo, a alagoana Boa Vista Energia não poderá ser colocada à venda imediatamente se o projeto for aprovado no Congresso.

Apesar de constar no projeto, a distribuidora é a única da lista que se enquadra em uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, que concedeu liminar em janeiro deste ano proibindo a privatização de estatais sem autorização do Congresso.

Comentários

comentários