Doutora Juliana realiza visita técnica à Delegacia da Mulher

0

Dando continuidade às ações em defesa dos direitos da mulher, a deputada estadual Doutora Juliana (Republicanos/AC) realizou na tarde de segunda-feira, 09/09, uma visita técnica à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher – DEAM em Rio Branco.

A DEAM da capital do Acre, que é coordenada pela delegada Juliana De Angelis, instaurou, somente no primeiro semestre de 2019, mais de mil inquéritos de violência contra a mulher.

Durante o encontro, a parlamentar buscou identificar os principais problemas e necessidades da unidade policial, que é considerada estratégica por ser o primeiro local procurado pela vítima que busca a proteção do Estado. Segundo a republicana, o objetivo é visitar toda a rede de atendimento, inclusive no interior do Acre, o que resultará na elaboração de um minucioso relatório com um mapeamento estratégico de todas as problemáticas, facilitando, assim, a busca por encaminhamentos e soluções.

“Como mulher e representante do povo, estou aqui, mais uma vez, colocando o nosso mandato à disposição, dando nossa parcela de contribuição nessa luta tão árdua, mas que não pode parar, pois são vidas que estão em risco”, disse a deputada.

A deputada estadual destacou que a violência contra a mulher no Brasil é uma “cultura com raízes profundas”, o que exige a participação efetiva e permanente da sociedade no combate a tão horrenda prática. “Temos uma legislação avançada e atuações institucionais dignas de elogios, como as inúmeras iniciativas do Tribunal de Justiça do Acre, do MP/AC e do Poder Executivo. Ocorre que estamos falando de um problema extremamente complexo, onde o agressor é, na maioria das vezes, a pessoa mais próxima da vítima, estas que, infelizmente, ainda silenciam diante do covarde ciclo de agressões”, concluiu a parlamentar.

Em julho de 2019, foi sancionada a Lei n° 3.489, de autoria de Doutora Juliana, que estabelece cotas para mulheres vítimas de violência doméstica nos programas de habitação de interesse social no Acre.

Assessoria

Comentários

comentários