Depois de 22 anos, Ney Amorim sai do PT após briga com os irmãos Jorge e Tião Viana

0

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre, Ney Amorim, anunciou ao jornalista Luiz Carlos Moreira Jorge na manhã desta quinta-feira (8) que encaminhará ainda na tarde deste dia o pedido de desligamento dele dos quadros do Partidos dos Trabalhadores (PT), sigla que integra desde os 16 anos.

A decisão de Ney Amorim de deixar o PT acontece um mês após ele ter sido derrotado na disputa para o Senado e divulgação de amplo material onde dava conta de que o senador Jorge Viana (PT) e o governador Tião Viana (PT) trabalhavam nos bastidores para prejudicó-lo na disputa.

Um áudio da assessora especial do governador, Suelly Melo, chegou a ser divulagado pela mídia onde ela afirma que Tião Viana pedia que todos os esforços do partido fossem direcionados apenas para a campanha de Jorge Viana.

Vale citar que na disputa interna dentro do PT saíram derrotados Jorge Viana e Ney Amorim, sendo que as duas vagas para o Senado ficaram com a oposição.

A reportagem tentou contato com Ney Amorim, mas até o fechamento da edição ele não havia retornado os contatos telefônicos.

Comentários

comentários