De “cara pintada”, servidores do Pró-Saúde acompanham sessão que votará veto de Tião

0

De cara pintada, centenas de servidores do Pró-Saúde fizeram manifestação dura na sessão de hoje (13) na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), tudo porque os deputados colocaram na pauta de votação o Veto do Governador Tião Viana (PT) sobre transformar a natureza jurídica do Pró-Saúde em força paraestatal para autarquia. A medida traz reflexos na alteração do quadro de pessoal do Programa, de empregado celetista para estatutário.

Com cartazes nas mãos, os servidores pressionaram os deputados da base de sustentação do governo na Aleac para que votem contrário o governador e mantenha o projeto do deputado Raimundo Corrêa (Podemos). Uma caravana composta por 12 cidades se fizeram presentes. A expectativa é que a votação aconteça somente na tarde, no plenário da Casa.

Atualmente são nove deputados da base de oposição. Todos declararam pela derrubada do veto. A meta agora é convencer alguns deputados da base de sustentação que ainda não se decidiram a votarem pela permanência do projeto.

“Estamos tomando partido à favor de vocês [Servidores]. Meu voto é pela derrubada do veto, um voto de comprometimento com a categoria da saúde que tanto merece”, disse o deputado Jenílson Leite (PCdoB) que acompanhou voto de alguns pares.

A sessão foi suspensa para que os deputados pudessem comparecer às comissões e analisarem o parecer do relator. Na sala de reuniões, houve grande movimentação de servidores, sindicalistas e assessores parlamentares. A meta é convencer os deputados a derrubarem já dentro das comissões o projeto o veto do governador.

A expectativa que o veto seja apreciado somente no final da tarde. Enquanto isso, os servidores permaneceram acampados no hall e galeria da Casa de Leis.

Comentários

comentários