Corte da pensão de ex-governadores: viúva de Edmundo Pinto terá processo analisado separado dos demais

0

Após questionamento do site Folha do Acre ao Acreprevidência se a viúva do ex-governador Edmundo Pinto, Fátima Almeida, também perderá a pensão, por meio de nota, o diretor-presidente do órgão, Francisco Assis, afirmou na tarde de sexta-feira (14) que o processo dela será analisado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Segundo a nota assinada por Assis, cada caso será analisado de forma separada. “Cada processo é individual e deverá ser encaminhado à Procuradoria-Geral do Estado, que emitirá, na sequência, parecer conclusivo”, diz.

Todos os ex-governadores e dependentes começaram a ser notificados da suspensão do pagamento da pensão desde o dia 12 de junho e terão 10 dias para se manifestarem a respeito do assunto.

Ainda sobre o pagamento mensal vitalício pago aos ex-governadores ou aos seus dependentes tinha como fundamento o art. 77 da Constituição do Estado do Acre, mas o artigo foi revogado através de Emenda Constitucional datada de 2017.

Especificamente sobre o caso de Fátima Almeida causa curiosidade saber se o pagamento a ela também será suspenso haja vista que Edmundo Pinto foi morto no exercício do mandato de governador do Acre em 1992.

Comentários

comentários