Calegário repudia agressões na greve e diz que servidores da saúde são os que mais sofrem com ansiedade e depressão

0

O deputado Fagner Calegário usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre na manhã de terça-feira (10) para afirmar que repudia duramente as agressões supostamente praticadas contra servidores grevistas e lamentou que no dia de combate ao suicídio, servidores que já estão pressionados, sejam levados ao limite do desespero.

“Servidores da saúde estão entre os servidores públicos que mais se afastam por motivos de depressão e ansiedade, como todos sabemos são esses motivos que levam ao suicídio. Em uma data simbólica onde servidores deveriam ser valorizados e ter o direito de paralisar há um retrocesso desses e eles são agredidos. Que lamentável”, diz.

Calegário lamentou ainda que servidores tenham sido ameaçados e pressionados pelo sub-secretário de Saúde, coronel Jorge Rezende.

“Como pode vir um coronel lá da ‘conxixina’ e ameaçar nossos servidores os chamando de vagabundos. Respeite, coronel, que aqui no Acre somos trabalhadores. Nossos servidores merecem respeito”, diz.

Por fim, Fagner Calegário defendeu o colega parlamentar Jenilson Leite que denunciou ter sido agredido pelo coronel Rezende.

“Um aviso ao sub-secretário, aqui ninguém vai se esconder não. Não cedemos ameaças”, diz.

Comentários

comentários