Calegário encerra semana de trabalho como um dos deputados mais produtivos

0

A semana de trabalho do deputado Fagner Calegário (sem partido), encerrada nesta sexta-feira (20), foi intensa, porém produtiva.

Na segunda-feira (16), a assessoria do deputado Calegário esteve na Casa Civil, em reunião com o procurador do Estado, Andrey César Windscheid, para tratar sobre a viabilidade da aprovação do projeto de lei que versa sobre a possibilidade da jornada de trabalho de 30 horas para os profissionais de psicologia.

De acordo com o assessor do deputado Calegário, Albert Azenha, o projeto tem encontrado dificuldades de tramitação dentro da Assembleia Legislativa do Acre e por isso foi necessário buscar amparo jurídico da Procuradoria do governo para que sejam feitos os ajustes necessários e o projeto seja aprovado.

Na sessão de terça-feira, foi a vez do próprio deputado denunciar que a empresa terceirizada que presta serviço à Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio (Sepa) está sem receber. Portanto, estando impossibilitada de pagar os trabalhadores e que por conta disso pediu a interrupção do contrato. O parlamentar cobrou providências do governo a respeito do assunto, pois trata-se de pais e mães de família que precisam receber pelo serviço prestado.

Calegário também denunciou que empresários do ramo da construção civil estariam sem receber por conta da exagerada burocracia do governo.

“É inaceitável que as empresas que trabalham e geram emprego nesse estado estejam prejudicadas pela morosidade do governo que não consegue sequer ter todas as certidões necessárias para honrar os convênios celebrados com recursos federais”, disse Calegário.

Ainda no dia 17 de setembro, Calegário denunciou que servidores do hospital de Brasileia estariam recebendo comidas racionada.

“Quem está ali trabalhando, tirando plantões, se doando, merece ser valorizado e o mínimo que se espera é que se ofereça uma boa alimentação”, diz.

Comentários

comentários