Ao ser eleito 1º secretário, Petecão terá que administrar orçamento de R$ 4,3 bilhões no Senado

0

O senador acreano Sérgio Petecão (PSD) foi eleito na última quarta-feira (6) para ocupar o segundo cargo mais importante do Senado Federal, o de primeiro-secretário da casa legislativa mais importante do Brasil.

O cargo de Petecão só está abaixo do presidente do Senado, o recém-eleito Davi Alcolumbre (DEM-AP), que teve 42 votos, na disputa com maior número de concorrentes (seis candidatos) desde a redemocratização e quebrou uma hegemonia do MDB no comando do Senado.

Além de ler, em plenário, documentos oficiais, receber e assinar correspondência oficial do Senado e supervisionar atividades administrativas do Senado, Petecão terá a dura resposabilidade de gerir – em conjunto com o presidente da Casa – o orçamento do Senado.

Neste ano de 2019, os deputados e senadores aprovaram a Lei Orçamentária Anual (LOA) com verba de R$ 10,4 bilhões para o Congresso Nacional. Esse valor deverá ser administrado por Petecão e o deputado federal Rodrigo Maia. A Câmara fica com a maior parte do valor (R$ 6 bilhões). O Senado terá R$ 4,3 bilhões.

Comentários

comentários