Presos fazem selfies dentro do FOC e ameaçam membros de facções rivais através do WhatsApp

0

Um grupo de presidiários publicou fotos registradas de dentro de celas no complexo penitenciário Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco.

Além das fotos, áudios foram enviados através do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp.

Em um dos áudios um suposto criminoso do CV que estaria no presídio, fala sobre sua volta e de outros comparsas ao bairro Taquari. Ele afirma para uma moradora antiga e diz que outros moradores da comunidade podem ficar tranquilos que ninguém vai “mexer” com eles. O homem, ao que parece, em uma conversa por áudio explica que ninguém que mora no Taquari vai sair e promete proteger os moradores.

O criminoso afirma que a briga é com integrantes de outras facções criminosas que estariam matando e humilhando os moradores. “Eu sou quero voltar. Quem mora no Taquari ninguém vai sair. Agora, os caras que são do Calafate que estão aí matando e humilhando as pessoas do bairro, nós vamos cair pra dentro”, diz no áudio.

O faccionado faz uma ameaça sobre moradores do bairro que estariam rasgando a camisa da facção que pertence. “Eu sempre desviei a minha comunidade de confusão. Agora se vocês aí da minha rua forem rasgar camisa eu tenho condições de colocar 15 armas e mais de 60 homens fortemente armados aí na parte alta”, diz o criminoso.

Iapen diz que identificou detentos

Em uma nota divulgada à imprensa, o Iapen diz que identificou os oito presos que aparecem nas imagens e já os colocou em isolamento.

“Com eles, foram encontrados 08 aparelhos celular e drogas. Os apenados estavam no pavilhão “P”, obra entregue neste ano de 2019 e sem cobertura contratual do bloqueio de celulares, pois os aparelhos foram instalados no complexo no ano de 2017, quando as obras do pavilhão “P” não tinham sequer iniciado”.

Comentários

comentários