Polícia prende dupla com armas, luneta e mais de R$ 5 mil no Recanto dos Buritis

0

A Polícia Civil através de um trabalho de investigação da Delegacia de Repressão ao Entorpecente (DRE) com o apoio da Delegacia Combate a Roubos e Extorsões (Dcore) prenderam na tarde desta terça-feira Max da Silva Santos, de 27 anos e Elias da Silva Medeiros, também de 27 anos, eles são acusados de porte ilegal de arma de fogo, organização criminosa e posse ilegal de material de uso restrito. A prisão ocorreu no bairro Recanto dos Buritis e a apresentação dos acusados aconteceu na manhã desta quarta-feira (23) na Delegacia de Investigação Criminal (DIC) no bairro Cadeia Velha.

Na ação foram apreendidas, armas, munições, uma luneta e mais de R$ 5 mil em dinheiro.

Segundo a polícia, Max havia sido preso em Plácido de Castro, interior do Acre, por porte ilegal de arma, e foi liberado na segunda (21) após pagar fiança. Já Elias estava cumprindo pena pelo crime de roubo em regime aberto, sendo monitorado por tornozeleira eletrônica.

De acordo com o Delegado Pedro Resende, responsável pelas investigações, a polícia chegou até os criminosos através de denuncia de populares, e que os acusados forneciam armas e praticavam outros crimes, entre eles o tráfico de drogas.

“Recebemos informações que Elias comandavam o tráfico de drogas na região. Representamos no judiciário pela busca e apreensão e conseguimos apreender no apartamento dele duas armas de fogo. Quando chegamos no local Elias tentou se livrar de uma das armas jogando em um terreno baldio, a outra arma nós encontramos dentro do guarda roupas. Na casa havia câmeras de segurança que eles usavam pra monitorar a chegada da polícia. Eles comandavam o comércio de drogas e de armas naquela região”, disse o delegado Pedro Resende.

Comentários

comentários