Polícia Civil prende membros da quadrilha “Tropa do Apocalipse” no Acre

0

A Polícia Civil por meio da Delegacia Geral de Capixaba, município distante 75 km da capital, deflagrou nas primeiras horas desta quinta-feira, 08, operação de cumprimento de 11 mandados judiciais contra membros de organização criminosa que atuavam naquela região.

A incursão contou com 40 agentes de Polícia Civil, dois delegados, dois escrivães, com apoio de homens da Coordenação de Recursos Especiais (Core) e de agentes da Delegacia Geral de Senador Guiomard (DGPC). A ação visa combater crimes relacionados ao tráfico de drogas e organização criminosa cometidos por pessoas que agiam no município de Capixaba.

Durante a ação, a Polícia Civil prendeu 4 pessoas: Emerson de Lima Farias, de 20 anos, conhecido como “apocalipse” foi preso em Acrelândia; Paulo Cordeiro Moraes da Silva, vulgo “ovelha negra” foi capturado em Capixaba; Deivity da Silva, “patati”, 18 anos
Henrique Ribas, de 19 anos. Apreendeu também 5 menores de idade. Os membros da organização criminosa vinham proferindo ameaças contra moradores e cometendo delitos de roubos e assaltos.

De acordo com o Delegado Marcus Cabral, todos os presos são membros de uma facção no município e se denominavam como “Tropa do Apocalipse” roubavam e extorquiam comerciantes.

“Esse grupo todo que foi apresentando, entre maiores e menores são membros de facções criminosas que estavam praticando vários delitos na comarca de Capixaba, dentre eles comprovados que havia uns que estavam fazendo visitas a alguns comerciantes, extorquindo os proprietários, sob pena de que se não pagassem a mensalidade, eles seriam roubados. Logo recebemos essas informações e iniciamos as diligências, durante a apuração desses fatos constatou-se também que alguns deles foram identificados como autores do homicídio que vitimou o Elison o custodiado conhecido como “Testinha” que estava no interior da delegacia de Capixaba, onde houve o arrebatamento e um posterior crime de homicídio. Foi uma ação rápida e forte da polícia e conseguimos prender esses elementos que se denominava a “Tropa do Apocalipse”, concluiu o delegado.

Comentários

comentários