Ônibus do acidente que matou aluna estava com documentação vencida e motorista com CNH suspensa

0

O ônibus envolvido no acidente que matou a estudante do Colégio Acreano, Kelly Pereira, de 15 anos, que seguia para Cruzeiro do Sul para participar das finais dos jogos escolares na segunda-feira (12) está com licenciamento anual vencido e não poderia estar circulando.

O veículo, que pertence ao Instituto de Pesquisa da Educação, IPETEC, e estava cedido para a Secretaria Estadual de Educação para transportar os alunos que iriam participar da fase final dos Jogos Escolares em Cruzeiro do Sul, está com o licenciamento vencido desde 21 de março de 2017. De acordo com a sistema do Detran, a última atualização foi em 21/3/2016.

No cadastro do Detran, o veículo está registrado no nome do Instituto de Desenvolvimento da Educação Dom Moacir e foi adquirido em 21 de maio de 2013.

Os gastos para colocar em dias a documentação é de R$ 533,11, do licenciamento e uma multa no valor de R$ 129,38.

O motorista que conduzia o veículo também dirigia de forma irregular já que teve sua Carteira Nacional de Habiliração suspensa por suspeita de dirigir embriagado.

Em levantamento realizado no portal do Detran, a reportagem constatou que apurou Antônio foi notificado três vezes por dirigir sob efeito de álcool, conforme o artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), listado como causa das infrações. O CTB informa que caso o motorista seja reincidente ele terá seus documento cassado. Ele não teve o documento cassado e estava dirigindo normalmente.

Após o acidente ele foi levado à delegacia de Cruzeiro do Sul onde foi ouvido pelo delegado plantonista, Lindomar Ventura. O motorista foi liberado e a polícia aguarda o resultado da perícia para informar os motivos do acidente.

Comentários

comentários