Mãe de garota desaparecida tem crise psicológica e família resolve procurar por conta própria

0
Familiares iniciam buscas por Ysabelly

A mãe da adolescente Amanda Gomes de Souza, 14 anos, desaparecida desde o último domingo (6) ao sair de casa para ir à Expoacre, teve uma crise psicológica e precisou ser medicada após o abalo de saber que os corpos dos dois jovens que desapareceram com Amanda foram encontrados.

A crise da mãe da garota, segundo a irmã de Amanda, Beatriz Gomes, agravou-se após acharem o corpo de Ysabelly Lima, 13 anos, na tarde de quinta-feira (9), no bairro Taquari. Desesperados, familiares de Amanda se reuniram na manhã desta sexta-feira (10) e iniciaram buscas por conta própria.

“A polícia só quer saber de prender bandido, mas não se preocupa em encontrar uma menina desaparecida. Minha mãe está em estado lamentável. Viemos procurar por nossa conta em risco, nem bombeiros e nem policiais estão aqui”, diz Beatriz.

Beatriz Gomes, 21 anos, é uma das irmãs de Amanda e viu sua vida mudar após o desaparecimento da irmã de 14 anos.

“É uma dor horrível, principalmente depois dos corpos dos amigos dela terem sido encontrados. Ninguém imagina o que estamos passando”, diz.

Amanda, Ysabelly e Vitor Hugo, 18 anos, desapareceram no domingo. Na terça-feira, o corpo de Victor foi achado em um poço com as mãos amarradas para trás e perfurações, e na quinta-feira (9) o corpo de Ysabelly foi localizado com sinais de tortura.

Comentários

comentários