Homem executado com 16 tiros era um dos maiores traficantes e chefe do CV na capital

0

A polícia afirmou na manhã desta terça-feira (21) à reportagem da Folha do Acre que Charley Kenedy de Moura, 36 anos, morto com 16 tiros na noite de segunda-feira (20) na Rua Serrano, no bairro Areal, em Rio Branco, era um dos maiores traficantes do Segundo Distrito e chefe da organização criminosa Comando Vermelho que comandava a área do bairro Cidade Nova, onde ele nasceu e se criou.

De acordo com a polícia, Charley vinha respondendo processos desde o ano de 2009, pelos crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Somando todos os delitos, ele foi condenado a uma pena de 23 anos e 10 meses.

Atualmente, Charley estava em liberdade condicional e só tinha o compromisso com a Justiça de assinar e apresentar todos meses a declaração de trabalho legalizado, ao qual exercia a função de artesão, segundo o documento apresentado à polícia.

Entenda o caso

Charley foi executado com 16 tiros. De acordo com informações de populares, Charley estava saindo da casa de um parente no bairro Areal quando um homem não identificado se aproximou da vítima e de posse de uma arma de fogo efetuou vários tiros, sendo que 16 tiros o acertou, a maioria dos disparos atingiu na região do tórax.

Vítima foi atingida com 16 tiros/Foto: Folha do Acre

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência ( Samu) foi acionada, mas ao chegar ao local, Charlei já estava morto.

O homicídio será mais um a ser investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Comentários

comentários