Em menos de 12 horas, dois assaltos a ônibus são registrados em Rio Branco

0

Ex-presidiario é preso em flagrante após realizar arrastão em transporte coletivo na Sobral

O ex-presidiario Marcelo Henrique Rocha Moreira, 22 anos, foi preso em flagrante por roubo e porte ilegal de arma de fogo, na noite desta quinta-feira (19), no Estrada da Sobral, no bairro Boa União, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

Segundo uma das vítimas, o bandido entrou no coletivo na parada em frente ao posto de combustível do V da Sobral e anunciou o assalto. O criminoso colocou um revólver 32 na cabeça do motorista e recolheu o dinheiro do caixa e depois pegou dois celulares dos passageiros. Após a ação, o homem desceu do ônibus e abriu fulga correndo, dois policiais à paisana, que estavam de motocicleta, observaram a ação e fizeram uma perseguição ao bandido, após 300 metros os agente realizaram a prisão de Marcelo.

Na revista pessoal, foi encontrado com Marcelo um revólver calibre 32 sem munições, dois celulares e uma quantia de R$ 47,00 em dinheiro.

Policiais militares do 3° Batalhão foram acionados e conduziram o assaltante juntamente com as vítimas à Delegacia de Flagrantes (Defla) para a confecção dos boletins de ocorrência.

Ao fazerem uma pesquisa via CIOSP, foi verificado que Marcelo já possuía passagens pela polícia pelo crime de tráfico de drogas e saiu do presídio no final do ano de 2018, e agora responderá pelo crime de roubo e porte ilegal de arma de fogo, o mesmo ficará à disposição da Justiça.

SEGUNDO CASO DA NOITE

Uma hora após o assalto na linha da Sobral, dois criminosos renderam uma motorista que faz a linha São Miguel na Região do Calafate.

Ao perceber que a motorista estava sozinha dentro do coletivo, na parada final da linha, de posse de duas arma de fogo, sendo uma escopeta e um revólver 38, anunciaram o assalto e subtrairam da profissional, uma CNH, um documento de uma motocicleta como também sua carteira com todos os documentos pessoais.

O caso foi registrado na Delegacia de Flagrantes e será investigado pela Polícia Civil.

Por Ithamar Souza

Comentários

comentários