Brigadeiro de maconha é vendido abertamente na Ufac, denunciam alunos

0

Um jornal local divulgou que vendedores estão comercializando brigadeiros de maconha dentro do campus da Universidade Federal do Acre (Ufac), em Rio Branco.

De acordo com a publicação do site Acjornal, estudantes da Ufac relataram que consomem o doce produzido a partir de manteiga de cannabis e que está sendo comercializado ao valor de R$ 3 reais a unidade no entorno do Restaurante Universitário (RU).

“Eles comercializam abertamente por que tem retorno financeiro rápido e clientela fiel. É tudo muito discreto e, na moral, eu acredito que isso não é segredo para a administração superior da universidade”, conta um jovem de 25 anos que cursa matemática na Ufac.

Outro estudante ouvido pelo jornal afirma que os vendedores do doce são alunos da própria universidade federal.

“São ambulantes normais. Cara, aquilo tá liberado geral”, diz. “Ta rolando até receita (de brigadeiro de maconha) no insta (Instagran) da galera”, diz ele.

O uso de maconha dentro do campus da Ufac se tornou motivo de debates entre estudantes, professores e direção da universidade. Segundo relatos de acadêmicos, é comum o uso do entorpecente no bloco conhecido como “Vai quem quer” e às margens do “Lago das Capivaras”, localizado dentro do campus.

A reportagem da Folha do Acre entrou em contato com a assessoria da Ufac que informou que enviará uma nota de esclarecimento sobre o caso.

Versão da Ufac (atualizado às 12h)

Nota de esclarecimento

Em casos envolvendo denúncias e informações sobre substâncias entorpecentes na Ufac, a Reitoria esclarece que consumo de drogas é problema de saúde pública. Por isso adota ações que possam combatê-lo. Nos campi da Ufac, a equipe de segurança é orientada, em situações suspeitas, a conscientizar os estudantes sobre o problema das drogas e acionar a polícia se for verificada ação de traficantes. A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis, em casos identificados de vício em drogas, faz acompanhamento psicossocial do aluno, com participação de psicólogos e assistentes sociais.

Desde 2018, a universidade mantém o fórum permanente Drogas: Direito, Prevenção e Cuidado em Rede; a iniciativa integra outras 49 instituições. O fórum é uma organização sem fins lucrativos formada a partir da articulação de instituições públicas, privadas e da sociedade civil organizada, com a finalidade de promover debate sobre uso e abuso de álcool e outras drogas, podendo estimular a iniciativa de prevenção e cuidado, bem como produzir estudos, reflexões e recomendações.

Reitoria

Comentários

comentários