Acreanas que esquartejaram o próprio filho viram rés na Justiça do Distrito Federal

0
Acreanas estão presas

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) recebeu denúncia contra as acreanas Rosana Auri da Silva Cândido, de 27 anos, e Kacyla Pryscila Santiago Damasceno Pessoa, de 28 anos. As duas vão responder pela morte do menino Rhuan Maycon da Silva Castro, de 9 anos.

Segundo as investigações, Rosana – que era mãe da criança – e a companheira dela, Kacyla, assassinaram o menino e esquartejaram o corpo no dia 31 de maio, em Samambaia, no Distrito Federal. Em seguida, o casal jogou partes do corpo em um bueiro.

A denúncia foi aceita pelo Juiz Fabrício Castagna Lunardi, do Tribunal do Júri de Samambaia, na última quinta-feira (21).

O magistrado manteve a prisão preventiva das duas mulheres e determinou a quebra do sigilo telefônico das acusadas.

O juiz também decretou que o processo corra em segredo de Justiça, para preservar a intimidade dos menores envolvidos no caso. Uma outra criança, uma menina de 8 anos, filha de Kacyla vivia com o casal.

Comentários

comentários