TEORIA U: como liderar pela percepção e realização do futuro

0
Adriano Gonçalves

A Teoria U está sendo utilizada por organizações de todos os tipos que pretendem encarar os seus problemas e otimizar à sua maneira de gerar soluções. É uma metodologia que utiliza um conjunto de ferramentas e práticas que auxiliam equipes a promoverem profundos processos de mudanças, aprendizagem e inovação, o que, consequentemente, contribui para o aumento da produtividade da equipe da organização como um todo.

A sua forma em U é explicada pelo caráter visual de descida e subida dessa jornada dividida em três etapas que são cíclicas: primeiramente o indivíduo deve descer o U e conectar-se com o ‘sentir’ enquanto livra-se de todos os seus pré-julgamentos, questionando os seus próprios modelos mentais e observando a realidade além dos seus filtros; em seguida ele chega ao lugar mais fundo do U aonde irá conectar-se com o ‘estar presente’, descobrindo a si mesmo, suas visões e propósitos; por fim inicia-se a subida do U, que está conectada à realização, etapa para a elaboração de um protótipo que represente as visões e propósitos, dando forma real às ideias que surgiram no processo.

Otto Sharmer, criador da Teoria U. Diferente de abordagens tradicionais, que inovam a partir de observações do passado, essa teoria propõe um novo olhar: como sair dos padrões do passado para inovar a partir do que emerge?

Livrar de antigos padrões

Falar que vivemos uma era de grandes transformações já virou clichê. Mas caminhar e evoluir, abraçando a incerteza que se revela diante de nós, ainda é um grande questionamento. A verdade é que os modelos mentais, que moldaram o nosso pensamento econômico estão se tornando obsoletos, e criar um novo modelo só é possível se abrirmos mão do que já existe e reconhecermos os padrões que nos prendem ao passado. Você já percebeu o que acontece quando você ouve algo que não sabia? Me observando, percebi que se não faço uma escolha consciente, é muito mais fácil me fechar. É como se meu cérebro resistisse a mudança, afinal é muito mais fácil fazer e pensar o que eu já sei.

Aprendi com a Teoria U a afastar meus julgamentos (ou o famoso “eu já sei”) e me conectar com a situação, ou com quem eu estou conversando. Somente quando eu calo essa voz interna, e me torno genuinamente curioso com o que está por vir, é que consigo criar algo inovador. Nesses casos sim, os resultados são outros.

A Teoria U

A Teoria U é um processo para que indivíduos, sozinhos ou nas suas organizações, atuem a partir de níveis mais conscientes e profundos do ser humano o que culmina em resultados coletivos (eco) e não individualistas (ego).

“O sucesso de uma intervenção depende da condição interna do interventor”
Bill O’Brien.

Para Otto, os resultados de uma ação são condicionados por nossos padrões de comportamentos, e isso faz muito sentido para mim também. Em muitos treinamentos que já atuei, vejo como os automatismos, visões negativas e a postura do “isso nunca vai dar certo” impedem pessoas e equipes a chegar em melhores resultados.

Aplicando a Teoria U

Num processo imersivo, convidamos os participantes a passar pelo processo do U em seus processos criativos suspender velhos hábitos de julgamento para abandonar o que já sei, observar e ver com um novo olhar para descobrir o que não sei, sentir o que está a sua volta para se conectar com os sistemas que busca atuar, se conectar consigo mesmo para utilizar seu campo sutil e assim acessar o todo e receber o que está por vir para criar futuros que fogem dos padrões do passado. É um processo que envolve confiar na intuição, se conectar com o coração e criar a partir desse novo lugar, o que no mundo de inovação ainda é bem novo, mas cada vez mais necessário. O mais incrível, é ver como é possível aplicar essa metodologia, e em tão pouco tempo já lidar com desafios complexos e criar ações de impacto positivo.

O processo em U é dividido em três fases, as duas primeiras são sentir e presenciar, e a última engloba a criação de protótipos e atuação em uma única etapa chamada de realizar. Estas etapas tem as seguintes características:

• “sentir: questionar profundamente seus modelos mentais, vendo a realidade que está além do próprio filtro;”
• “presenciar: mover-se dali para um processo profundo de se conectar com uma visão e um propósito, individual e coletivamente;”
• “realizar: e então elaborar rapidamente um protótipo para traduzir essas visões em modelos de trabalho concretos, dos quais se possa receber feedback e fazer novos ajustes”.

A Teoria U foi desenvolvida no MIT (Massachusetts InstituteofTechnology) e é considerada uma poderosa tecnologia social para conectar indivíduos, empresas e toda a sociedade, visando buscar soluções, gerar ideias e resolver problemas através de momentos coletivos de co-criação.

Esse treinamento tem como objetivo, orientar os participantes a buscarem soluções de problemas sociais com base na metodologia de inovação Teoria U. Além da parte teórica, serão oferecidas atividades práticas vivenciais.

Bóra experimentar essa metodologia inovadora?!
Sucesso

Adriano Gonçalves
MindSet Coach

Comentários

comentários