Prefeituras acreanas terão que demitir até servidores concursados se não quiserem ficar sem emendas

0

Já chega

O ‘choro do surubim’ não cessa e alguns deputados derrotados continuam tentando passar vergonha ao culpar outros por suas pífias votações. O melhor seria uma autoanálise e encerrar o assunto.

Jairo Carvalho

O deputado Jairo Carvalho (PSD) que contava com o apoio irrestrito do sogro, que é presidente de uma das maiores igrejas do Acre, não se reelegeu e agora culpa o prefeito de Senador Guiomard, André Maia.

Reflexão é o que resta

Ora essa, Jairo não foi bem votado em vários municípios e nao apenas em Senador Guiomard. Resta a ele retornar as suas bases, refletir onde errou e repensar a política.

Voz popular

Em uma eleição onde o candidato sai derrotado é sempre difícil achar o ponto que deu errado, mas no geral basta estar atento à voz da população.

Leila Galvão

Leila Galvão (PT) é outra candidata derrotada que resolveu achar um culpado para seu infortúnio. No caso dela, uma culpada, haja vista que a deputada petista que não se reelegeu considera que não teve os votos esperados de Brasiléia, portanto, a culpa seria da prefeita da cidade, Fernanda Hassem.

Terceirizando culpa

O que os deputados que não foram reeleitos tem que parar de terceirizar a culpa pelas derrotas. É encarar e pronto.

A grave situação das prefeituras do Acre

Gravíssimo a situação da grande maioria das prefeituras do Acre. Com gastos acima do permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, as prefeituras estarão impedidas de receber até mesmo as emendas de bancada.

Demissões

Só 8 das 22 prefeituras estão aptas a receber recursos, as demais terão que fazer cortes de pessoal, podendo inclusive ter que demitir servidores concursados.

Desgaste imenso

O desgaste que estes prefeitos irão sofrer em seus municípios é algo sem precedente, pois nas cidades ninguém irá querer entender de adequação à lei e, sim, de manter seus empregos e sustentarem suas respectivas famílias.

Sem acordo

Não esperem consenso para a formação de chapa única para a presidência da Câmara. A disputa está acirrada.

Dois nomes

O Partido dos Trabalhadores (PT) tem dois nomes na disputa pela presidência da Câmara. Gabriel Forneck e Antônio Morais não abrem mão de suas candidaturas.

Bom dia a todos

Comentários

comentários