‘PT não seria louco de trocar Emylson por Jonas como vice de Marcus’, diz colunista

0

Risível

A possibilidade de trocar o vice na chapa de Marcus Alexandre, Emylsson Farias (PDT), pelo deputado estadual Jonas Lima (PT) é tão risível quanto ridícula.

Pior que Emylson

Não seria trocar seis por meia dúzia, seria trocar um ruim por algo bem pior. Jonas é despreparado como deputado ou qualquer outra coisa que tenha se proposto a fazer. Não tem discurso, postura e nem projetos. Tudo com ele é na base do improviso e do consequente erro.

Não é figura bem vinda no PT

Sem contar que Jonas não seria o nome do PT jamais, caso houvesse uma opção por uma chapa puro sangue, pois ele é o rejeitado do partido. Várias vezes foi convidado a se retirar, mas não o fez por falta de brio.

Até que enfim Emylson se saiu melhor em comparação com alguém

Essa suposição serviu para colocar Emylson em uma situação mais confortável do ponto de vista da opinião alheia, haja vista que em perspectiva de comparação com Jonas Lima ele se saiu infinitamente melhor.

Mazinho Serafim e a briga com vereador

Não surpreende ninguém as brigas do prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim. Quem o conhece sabe que ele é pavio curto e desta vez partiu para cima do vereador Jossandro Cavalcante.

Temperamental

Mazinho erra por ser temperamental, mas não é um político corrupto ou metido em nada escuso. Não que suas qualidades morais justifiquem a agressão, apenas a coluna quer fazer este adendo a respeito de Mazinho.

Erra

Mazinho erra em não reconhecer quem lhe ajudou, como foi o caso da publicitária Charlene Lima, erra na composição de governo e sobretudo erra em não ser um homem de diálogo.

Pádua otimista

Esta colunista conversou na manhã de quarta-feira (20) com um dos articuladores do MDB, Pádua Bruzugu, e o homem se mantém otimista afirmando que a sigla elege três deputados para a Assembleia Legislativa.

Aliança difícil

Pádua só não mantém o mesmo otimismo quanto a tão sonhada formação da chapa com o PP. Os progressistas estão fugindo dessa possibilidade como o ‘diabo foge da cruz’.

As ameaças de Beiruth

O médico Carlos Beiruth, ao ser denunciado como beneficiado em um suposto esquema financeiro dentro da Sesacre, denúncias estas feitas por fontes do alto escalão do governo do Acre, perdeu o controle e ameaçou esta colunista. Colocamos o fato na cota do desespero de ter sido citado por figuras da própria Sesacre como priveligiado no suposto esquema, mas consideramos que ele deveria agir com mais cautela ao invés de atacar a profissional que apenas publicou a denúncia.

Liberdade de imprensa

Atacar a imprensa e ameaçar é colocar em risco a liberdade de expressão que deve ser mantida a qualquer custo.

Observação do Crica

Conhecedor dos corredores dos ambientes de poder, o jornalista Luiz Carlos Moreira Jorge, o ‘Crica’, fez a seguinte observação a respeito do que foi publico. “Cara amiga, o contrato não era apenas dele como médico e abrangia também a locação de equipamentos modermos da clínica Santa Lúcia”. Feita a devida observação colocada por um dos jornalistas mais experientes do Acre e pelo qual esta colunista nutre profundo respeito e admiração.

Confiança na fonte

Como jornalista que aprendeu desde os bancos da faculdade a ter uma relação de respeito e confiança com as minhas fontes, considero como opinativa a análise de Luiz Carlos Moreira Jorge, mas manterei a confiança e a inviolabilidade da minha fonte.

Briga em Capixaba

Lideranças do PP e MDB brigaram em Capixaba e resultou na demissão do secretário de Educação que é do MDB. Aguardem que vem revanche por aí, com direito a dossiê contra o prefeito e tudo mais.

Bom dia a todos

Comentários

comentários