Desistência de Márcia da suplência de Ney Amorim seria vingança de Tião por derrotas na Aleac

0

Por interino

Operação

Há quem aposte numa operação a ser deflagrada pela Polícia Federal nas próximas horas em Rio Branco.

Provável operação

A exemplo do que aconteceu na operação G7, deflagrada pela PF em 2014, a Polícia Federal estaria utilizando a base do 4º Batalhão de Infantaria de Selva como uma espécie de quartel general. É o que garante uma fonte.

Silvia Brilhante

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), nomeou Silvia Brilhante, ex-secretária de Meio Ambiente Municipal, como sua chefe de gabinete.

Estefânia Pontes

Silvia Brilhante não é tida como um exemplo de simpatia. Uma pena que sai Estefânia Maria Pereira Pontes que além de educadíssima é de uma competência ímpar.

Maria Antônia

A deputada Maria Antônia (PROS) nunca foi boba. Montou uma chapa altamente competitiva ao se aliar com partidos como PRB e Podemos. Só esqueceu de avisar aos supostos aliados que a única grande beneficiada será ela mesma.

Difícil

Por conta da aliança com o PROS, o Podemos (antigo PTN) poderá ter o mesmo destino do PEN, sacrificar seus deputados com mandatos e servir apenas de escada.

Maria Antônia e Juliana Rodrigues

Essa coligação elegerá Maria Antônia e mais um parlamentar que deverá ser a deputada Juliana Rodrigues (PRB). A reeleição de Raimundinho da Saúde (Podemos) está comprometida.

Marcelo Bimbi no PSL

Marcelo Bimbi se filiou ao PSL, o partido que abrigou Tião Bocalom. Vai apostar na beleza para conquistar votos. Cada um luta com as armas que tem ou que pensam possuir. No Acre, em ano eleitoral se vê de tudo.

Marcelo Bimbi e os liberais

O fato é que Bimbi se aliou ao grupo dos liberais acreanos em um dos momentos que a equipe mais cresce e que possui reais chances de eleger parlamentares.

Manoel Roque

Manoel Roque, presidente do PHS, deu uma aula de como se monta chapa competitiva sem grandes medalhões ou nomes batidos do jogo político.

Novo suplente para Ney Amorim

João Albuquerque será suplente de Ney Amorim, petista linha de frente que é candidato a senador.

Mácia Regina

João assume a vaga deixada por Márcia Regina que desistiu de ser suplente.

Especulações

Há quem afirme que Márcia desistiu de ser suplente ao seguir uma espécie de orientação do governador Tião Viana (PT) que não ficou feliz por ter sofrido três derrotas políticas na Aleac.

Negou

A reportagem falou por telefone com Ney Amorim (PT) que descartou qualquer hipótese de retaliação ou algo do tipo.

Bom dia a todos

Comentários

comentários