Ataques de Jorge Viana contra Ney pode resultar em 2 vagas para oposição no Senado

0
Ney Amorim e Jorge Viana

A guerra dentro do PT deixará como saldo duas vagas para oposição no Senado

A guerra interna, não mais disfarçada, dentro do PT acabará deixando as duas vagas do Senado nas mãos da oposição.

Jorge Viana ataca Ney Amorim, garante fonte petista

Fontes da direção do PT no Acre garantem que não é de hoje que o senador Jorge Viana (PT) declarou uma guerra fria com o deputado Ney Amorim.

Sangrou

Ao que tudo indica a guerra fria transformou-se em sangrento campo de batalha para o PT que poderá custar o mandato dos dois.

Game of Thrones tupiniquim

Uma fonte da ala antiga do PT no Acre garantiu à coluna que Jorge Viana não se conformou diante da ascensão de Ney Amorim e se dispôs a eliminar o rival bem ao estilo Game of Thrones, a série de televisão norte-americana criada por David Benioff e transmitida pela HBO que mostra o tudo ou nada em nome do poder.

Do mesmo jeito

Em Game of Thrones, o lema é: para chegar ao poder ou você mata ou você morre. Guardada as devidas proporções e beleza dos astros, a guerra dos tronos pelas cadeiras de senadores pelo Acre está do mesmo jeito.

Churchill

Como diz a célebre frase do estadista inglês Winston Churchill: “A política é quase tão excitante como a guerra e não menos perigosa. Na guerra a pessoa só pode ser morta uma vez, mas na política diversas vezes”.

Ney Amorim morreu um pouco

Ney Amorim morreu um pouco nos últimos dias ao ver ataques indiretos a sua administração como presidente da Assembleia Legislativa do Acre. Ficou mais longe da vaga de senador.

Jorge também perdeu espaço e simpatia

O que Jorge Viana não previu foi que ele também se afastou da vaga que disputava internamente com Ney Amorim e beneficiou Márcio Bittar do MDB.

Dois senadores da oposição

A oposição poderá eleger Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (MDB) como senadores e liquidar o PT no Acre de uma vez por todas. A conta disso pode enviar aos irmãos Viana, é o que dizem petistas mais antigos.

Vaidade demais

Foi vaidade demais e projetos de menos. Os irmãos Viana traçaram um projeto de poder familiar, garante uma pessoa das mais antigas dentro do diretório do PT. Esqueceram do coletivo, massacraram novas lideranças.

Gladson Cameli

Gladson Cameli, candidato da oposição ao governo, decolou na preferência popular. É visível seu favoritismo, mas não tem eleição ganha antes da hora.

Ulysses Araújo

O candidato ao governo pelo PSL, Ulysses Araújo, não se saiu bem no debate organizado pelo Forum de Desenvolvimento Acre 2050. Na falta de argumentos, perdeu a paciência.

Antônia Lúcia

Antônia Lúcia construiu uma campanha coesa, forte, porém silenciosa. Aprendeu com os erros e tem chances reais de obter um mandato.

Bom dia a todos

Comentários

comentários